Tenha uma boa madrugada! Hoje é Quinta, dia 09 de Abril de 2020. Agora são 03:50:14 hs
23 Mar

Pela nossa vida e de nossos familiares: Suspensão das atividades! Destaque

        A COVID-19 tem se alastrado cada vez mais no Brasil. Já são 647 casos confirmados com 7 mortes. Governadores de vários Estados já decretaram medidas de segurança para a diminuição e o controle da doença, como fechamento de grande parte do comércio para diminuir a movimentação da população e o reforço para a conscientização da importância de cuidados como a utilização de máscaras e álcool em gel. Diante disso, o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Goiás – SINTECT-GO vem neste denunciar o descaso sofrido pelos trabalhadores da ECT. Esta vem demonstrando total irresponsabilidade em relação à falta de providências para a garantia de segurança e proteção para os Ecetistas e nenhuma preocupação com a integridade física de seus funcionários. Um descaso sem precedentes diante do agravamento da doença em todo o mundo.

         Os trabalhadores dos Correios não têm álcool em gel 70%, nem máscaras, e em muitas unidades faltam toalhas de papel e copos descartáveis! A falta do álcool em gel 70% atrapalha a execução das atividades dos trabalhadores nas ruas sem a possibilidade de recorrer imediatamente à agua e sabão, contrariando todas as normas de segurança e vigilância. O fato também ocorre com os atendentes comerciais que tem contato direto com vários clientes de vários lugares no balcão e também os OTTs, que trabalham em ambiente fechado onde se concentram inúmeros trabalhadores ao mesmo tempo, efetivos e terceirizados.

         Na Itália os sindicatos estão exigindo a paralisação das atividades dos Correios devido à pandemia, que no país já matou mais de 3,4 mil pessoas. De acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (FENTECT), já são 10 casos suspeitos de trabalhadores dos Correios com a doença no Brasil. Os funcionários dos Correios (carteiros) estão expostos à contaminação pelo Coronavirus, pois de manhã estão na parte de organização do trabalho externo em um aglomerado de pessoas em um mesmo ambiente dentro das unidades. Na parte da tarde, de casa em casa para a entrega de cartas e encomendas tendo contato direto, inclusive, com clientes que estão cumprindo quarentena de isolamento social sob suspeita. 

         A Organização Mundial de Saúde orienta que a pandemia seja encarada com medidas efetivas pelas empresas para garantir a saúde de todos os trabalhadores (as). As medidas tomadas no mundo inteiro foram de isolamento social para conter a proliferação do vírus. Somente o isolamento, a não circulação de pessoas e o não contato físico é que vão barrar o avanço do COVID-19 e evitar a morte de milhares de pessoas como está ocorrendo em outros países que outrora ignoraram estas orientações das autoridades médicas. O governo e a empresa precisam urgentemente tomar medidas concretas de suspensão das atividades dos trabalhadores dos Correios para conter a proliferação do vírus, para evitar a aglomeração de pessoas e se precaver de um grande colapso no nosso sistema de saúde.

         Em razão de toda essa situação, o SINTECT-GO não suportando mais  a morosidade para a empresa tomar providências efetivas e o medo e o terror que assombra os trabalhadores nas unidades pelo risco de morte informa que conforme prevê a Convenção 155 da OIT no seu artigo 13 e NR 01 item 1.4.3, orientações médicas e a Constituição Federal em razão da pandemia do COVID-19, será realizada no dia 24/03 a partir das 8h30 a Assembleia de deliberação quanto a interrupção das atividades nos Correios em Goiás.

Chega de morosidade! Vamos lutar por melhores condições de trabalho!

 

 Confira aqui o Boletim sobre a Assembleia Geral 

 

 

Última modificação em Segunda, 23 Março 2020 17:27
Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo