Tenha uma boa noite! Hoje é Domingo, dia 09 de Agosto de 2020. Agora são 22:39:42 hs
16 Jul

Campanha Salarial 2020/2021: Não podemos permitir mais ataques contra os trabalhadores! Destaque

   Os trabalhadores (as) dos Correios vem sofrendo diversos ataques nos últimos anos e, desde o início da pandemia da Covid-19, estes ficaram ainda mais graves. A ECT age de forma negligente, omitindo dados de quantos trabalhadores já foram contaminados pelo novo Coronavírus e não vem garantindo medidas protetivas aos profissionais nem por meio de determinação da Justiça do Trabalho.

   E agora, diante da Campanha Salarial 2020/2021, os Correios e o governo Bolsonaro insistem em retirar direitos e benefícios dos trabalhadores para preparar o terreno para a privatização. Em meio à pandemia do novo Coronavírus a empresa quer discutir cláusulas do Acordo Coletivo, que já estavam garantidas por dois anos, mas que por meio de liminar concedida pelo STF, a pedido da ECT, foram suspensas. Claramente um golpe para o processo de desmonte da empresa e sua privatização.

   A ECT insiste em afirmar que não existe viabilidade econômica para atender às reinvindicações dos trabalhadores, sendo que houve um aumento exponencial no fluxo de encomendas e em outros serviços prestados pelos Correios, resultando em sobrecarga de trabalho para muitos profissionais. A empresa ainda apresentou uma proposta de exclusão de 70 cláusulas que só prejudicam os trabalhadores Ecetistas.

   É preciso uma grande mobilização de todos os trabalhadores e trabalhadoras nesse momento, pois a Campanha Salarial será uma batalha ainda mais dura. O governo Bolsonaro juntamente com a ECT seguem determinados a destruir todos os direitos conquistados historicamente pelos trabalhadores dos Correios para privatizar essa empresa que representa a Soberania Nacional, como prometeu em Campanha Eleitoral.

   Trabalhador se prepare para a mobilização e a união de forças para garantir nossos empregos, direitos e a nossa integridade física e segurança na realização do nosso trabalho. Delegados Sindicais fiquem atentos, pois o SINTECT-GO entrará em contato com cada um (a) para organizarmos nossa mobilização rumo a maior Greve Nacional desta categoria em defesa de nossos direitos e empregos. A Diretora Sindical Dirlene Ferreira será a representante do SINTECT-GO no Comando Nacional de Negociação e Mobilização.

 

#Não à privatização!

#Fora Bolsonaro!

#Até quando ECT?

#Pelos nossos direitos e pela vida!

 

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo