Tenha uma boa noite! Hoje é Quarta, dia 08 de Julho de 2020. Agora são 20:29:54 hs

Centenas de pessoas ficaram feridas durante manifestações dos professores no Paraná

Mais de duzentas pessoas ficaram feridas, oito em estado grave, após repressão da polícia do Paraná a professores da rede estadual de ensino. A categoria está em greve e acampados no Centro Cívico de Curitiba desde segunda-feira, 27. O confronto entre policiais e professores teve inicio após a polícia tentar deter um caminhão de som do Sindicato dos Professores que se conduzia para a Assembleia Legislativa do Paraná, onde os professores acompanhariam as votações de um projeto de lei que reduz pela metade a duração da previdência dos servidores públicos estaduais. Segundo o sindicato dos professores, 20.000 pessoas participavam dos protestos.

O Centro Cívico se transformou em um cenário de guerra por volta das 15h, quando a sessão para votar o projeto de lei que altera a Paraná Previdência teve inicio. Policiais agrediram os manifestantes com cacetetes, jatos de spray de pimenta, bombas e balas de borracha. Segundo o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT),  em seu perfil no Twitter, os feridos receberam os primeiros socorros na prefeitura e no Tribunal de Justiça, 34 pessoas foram encaminhas ao hospital e mais de 100 foram atendidas.

A Policia Militar não informou as razões para ter ido para cima das pessoas, que manifestavam pacificamente do lado de fora da Assembleia. Para a repressão, o governo ordenou o deslocamento de policiais de pelo menos dez cidades do interior do Paraná.  Segundo informações extraoficiais, o governador Beto Richa (PSDB) pediu que 1.500 policiais protegessem a Assembleia, contingente maior do que o disponível na própria cidade.

A responsabilidade das agressões foi atribuída a “manifestantes estranhos ao movimento dos servidores estaduais que estavam concentrados em frente à Assembleia Legislativa”, pelo Governo do Paraná. Segundo o governador Beto Richa, “A polícia estava lá por determinação do Poder Judiciário para proteger a sede do Poder Legislativo, uma instituição democrática que não pode ser afrontada no seu direito”.

Projeto de Lei

O projeto de lei, que transfere mais de 33.000 beneficiários acima dos 73 anos de idade do fundo financeiro (bancado pelo Estado) para o previdenciário (verbas dos contribuintes), teve 31 votos favoráveis e 19 votos contra.  Essa alteração representa uma economia de 125 milhões por mês aos cofres do estado.

O projeto segue agora para a sanção do governador.


Autoria: Laryssa Machado com informações do Jornal El Pais - Brasil

Leia mais ...

CUT realiza mobilizações em defesa dos direitos trabalhistas, da Petrobras e da Reforma Política

Diante da retirada de direitos e ameaça de desemprego, a CUT convoca todos os trabalhadores a participarem de amplas mobilizações que ocorrerão no país até o dia 1º de maio, dia do trabalhador. As manifestações serão realizadas em defesa dos direitos da classe trabalhadora, da Petrobras, da Reforma Política e do modelo de desenvolvimento de sociedade e Estado, com inclusão social e valorização do trabalho.

Manifestações em frente às Superintendências Regionais do Trabalho (“DRTs”), no dia 02 de março; e o Ato Nacional em defesa da Petrobras, dos Direitos e da Reforma Política, no dia 13 de março, serão ações prioritárias da mobilização.

Confira calendário das ações

24/2 –  Lançamento do Manifesto em Defesa da Petrobrás – Rio de Janeiro (CUT/FUP)

25/2 –   Negociação das Centrais Sindicais com o Governo – pressão via redes sociais

02/3   – Dia de Mobilização Nacional das Centrais Sindicais nas Superintendências Regionais do Trabalho (“DRTs”) – atos conjuntos em todas as capitais

03/3 – Lançamento pela CUT do Dossiê sobre Terceirização – Congresso Nacional – Brasília/DF

04/3   – Abertura Política do 12º CONCUT – 19h - Auditório Petrônio Portela – Brasília 

                        – das 9 às 17h: Seminário sobre Economia e Política

                        – às 19h: Solenidade de Abertura Política do 12º CONCUT         

08/3  – Dia Internacional da Mulher – atos em todo o país

09 a 11/3 –  Jornada de Lutas da Agricultura Familiar

13/3   – Ato Nacional em defesa da Petrobrás, dos Direitos e da Reforma Política – atos da CUT, com a FUP e Movimentos Sociais em todo o país (em especial nas capitais)

18/3  –  Ato das Centrais Sindicais no Congresso Nacional

9/4   –  9ª Marcha da Classe Trabalhadora com todas as Centrais Sindicais – São Paulo/SP

1º/5 –  Dia Internacional das trabalhadoras e dos trabalhadores com atos da CUT em todo o país

 

Leia aqui a convocação da CUT na íntegra

Leia mais ...
Assinar este feed RSS