Tenha uma boa noite! Hoje é Sexta, dia 19 de Abril de 2019. Agora são 18:06:02 hs

38ª Plenária Nacional: Assembleias escolherão os delegados de Goiás

O  SINTECT/GO promove Assembleias Gerais na primeira semana de janeiro de 2015, para a escolha dos delegados, por meio de votação, que o representará na 38ª Plenária Nacional da FENTECT. Como Goiás tem direito a enviar três representantes, dois serão escolhidos durante a assembleia em Goiânia, que será realizada no dia 08 de janeiro de 2015, às 19h em frente à Agência Central, na Praça Cívica; e o outro, será tirado na assembleia que ocorrerá em Catalão, no dia 07 de janeiro, a partir das 17h, em frente ao CDD. A 38ª Plenária Nacional ocorre entre os dias 20 e 21 de janeiro de 2015, em Brasília/DF.


Leia Boletim na integra aqui.


Leia mais ...

Sindicato realiza assembleia nesta quarta-feira, dia 10

O SINTECT/GO realiza hoje e amanhã (9 e 10 de setembro) agitação na base, com carro de som e panfletagem, chamando os trabalhadores para lotarem a assembleia de amanhã e votar contra a proposta da empresa.

Em Goiânia, a assembleia será realizada a partir das 18:30 em frente à Agência Central na Praça Cívica. Em Anápolis, Caldas Novas, Catalão, Goiás, Itumbiara, Mineiros, Jataí, Rio Verde e Uruaçu, a assembleia terá inicio às 17:30.

 
Fonte/Autoria: Laryssa Machado
Leia mais ...

Campanha Salarial: Representantes do SINTECT/GO são escolhidos em assembleia

Nos dias 6 e 7 de agosto, foram realizadas Assembleias, nas cidades do interior e em Goiânia (respectivamente),  para tratar dos assuntos relativos à Campanha Salarial deste ano.  A  Pauta Nacional de Reivindicações de 2014 foi apresentada e referendada nas ocasiões.

Na Assembleia de Goiânia foram escolhidos os representantes dos SINTECT/GO no Comando Nacional de Mobilização e Negociação (CNMN).   Ueber Ribeiro Barboza é o representante titular, e o Delegado Sindical, José Martins de Assunção, o suplente.

A participação de toda a categoria é muito importante em nossa luta e para a conquista de uma Campanha Salarial vitoriosa. Precisamos nos unir para garantirmos um acordo coletivo, sem que precisemos ir ao TST, como nos três últimos anos.

Se não negociar, vai ter luta!

 
Fonte/Autoria: Laryssa Machado
Leia mais ...

Hoje tem Assembleia para eleição de delegado para Encontro Nacional da Questão Racial





O Sintect-GO convoca os trabalhadores dos Correios em Goiás para as Assembleias de Eleição de Delegados para o XV Encontro Nacional da Questão Racial. Nesta quarta-feira, dia 24 de outubro, foram realizadas assembleias em Uruaçu e Jataí; e a assembleia da Capital será hoje, dia 25, em frente à Agência Central (Praça Cívica), às 18h30.

Promovido pela Fentect, o Encontro Nacional está previsto para ocorrer no mês de novembro, em data a ser definida, em Salvador, na Bahia.

Reconhecendo a importância do tema, o Sintect-GO garantirá a participação de seis delegados para o Encontro, dentre eles, quatro da capital e dois do interior.

O Encontro Nacional da Questão Racial é o fórum para a discussão de políticas de combate ao racismo tanto dentro dos Correios quanto fora da Empresa, além de propor políticas de valorização do negro como cidadão que construiu e constrói o país em seu dia a dia.
 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...

Após assembleia, funcionários dos Correios entram em greve em Goiás

 Os trabalhadores dos Correios em Goiás entraram em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (18). Eles reivindicam ajuste salarial e melhores condições de trabalho.  A estatal afirma que vai aplicar medidas de emergência para garantir a entrega de cartas, encomendas e o atendimento nas agências.

A decisão pela greve foi tomada em assembleia geral, na noite de terça-feira (17), pois os trabalhadores não aceitaram a proposta da empresa. No entanto, o  Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Goiás (Sintect-GO) não calculou o número de pessoas que aderiram ao movimento.

 O sindicato quer aumento relativo à inflação de 7,13%  mais aumento real de 15%. A contrapartida da empresa, de 8%, segundo eles, não contempla às reivindicações, pois o reajuste real seria de menos de 1%.

Em nota, a estatal afirmou que se esforçou para que as negociações não chegassem a esse ponto. Os Correios afirmam que o reajuste de 8% nos salários repõe integralmente a inflação do período, de 6,27%, e garante ganho real de 1,7%, além de benefícios extras.

Os trabalhadores também querem melhores condições de trabalho. “Falta manutenção das motocicletas, das bicicletas e dos carros. Muitos prédios não comportam a demanda e estão sucateados”, afirma o secretário do sindicato, Eliseu Pereira. Em contrapartida, a regional afirma que está investindo mais de R$ 2,8 milhões em equipamentos, reforma e ampliação das unidades goianas.

Durante a greve, os Correios informaram que vão aplicar medidas estabelecidas no Plano de Continuidade de Negócios para garantir o atendimento ao público. Entre as ações estão a realização de horas extras de funcionários, deslocamento de empregados entre as unidades e mutirões para entrega nos fins de semana.
 
Fonte/Autoria: Portal G1 Goiás

Leia mais ...

Assembleias referendam Pauta e definem representantes de Goiás no Comando

Foram realizadas na última sexta-feira, 26, as assembleias em Goiânia e nas principais cidades do interior para aprovação da Pauta de Reivindicações e escolha do representante de Goiás no Comando Nacional de Negociação da Fentect.

Nas assembleias de sexta, a Pauta foi referendada pela categoria de Goiás, que escolheu ainda como seu representante o companheiro Ueber Ribeiro Barboza.

Nesta segunda-feira, 29, será realizada no final da tarde a última assembleia, em Anápolis, que deve confirmar as deliberações de sexta.

Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora Sintect-GO

Leia mais ...

PLR: Resultado das Assembleias do dia 5

  • Publicado em PLR

 

Aos cinco dias do mês de abril de dois mil e treze, foram realizadas Assembleias Gerais Extraordinárias em frente à Agência Central dos Correios em Goiânia - GO, sito a Praça Drº Pedro Ludovico Teixeira, n° 11, Centro (em 1ª convocação para 18h e 2ª convocação para 18h30); e nas cidades de Anápolis, Catalão, Itumbiara e Rio Verde, em frente à Agência Central/CDD (em 1ª convocação 17h30 e 2ª convocação 18h) para debater e deliberar sobre a seguinte pauta: 1) Informes; 2) Deliberar sobre a proposta de PLR.

Na assembleia de Goiânia, primeiro ponto, o companheiro Marcelo Barbosa Barreto informou QUE o STF decidiu que não pode haver demissão nos Correios sem motivo, porém, dispensou o Processo Administrativo Disciplinar - PAD, QUE o Postalis, em recente decisão instituiu um aumento de 3,94% sobre o Benefício Saldado, QUE teve uma sentença do TRT/GO que determina que o retorno de todos os trabalhadores da DR/GO para o cargo de 1995.

Na assembleia de Anápolis, os trabalhadores informaram QUE todas as decisões tomadas na audiência de conciliação do PCCS-95 deverão passar por assembleia para que os trabalhadores avaliem as propostas decididas no TRT-18, aprovando ou não. QUE o SINTECT-GO faça uma reunião no CDD-JK e UD-Jaiara sobre o GCR-2012 e um abaixo assinado pedindo a revisão ou nova avaliação do mesmo, pois muitos trabalhadores nem assinaram o GCR nem tiveram a oportunidade de defesa.

Ainda em Anápolis, vários carteiros novatos estão fazendo denúncias de assédio moral pelas chefias dos CDDs e querem denunciar estas atitudes na justiça. No segundo ponto, em Goiânia, leram-se os informes 02, 03 e 04 da FENTECT. Após a leitura houve um amplo debate e um desabafo dos trabalhadores sobre a postura da direção da ECT, que a cada dia tem usado mecanismos de desvalorização e de ferramentas para pressionar os trabalhadores.

Vários companheiros disseram QUE a ECT tem um regime de produção visando apenas o lucro e não fornece as devidas condições de trabalho. QUE esse chega o lucro não é distribuído de forma correta para quem realmente produz.

QUE a ECT cria enormes obstáculos para distribuir uma PLR discriminadora e injusta. Nesta avaliação não restou alternativas para a categoria de Goiás abrir um protesto em repúdio à postura da ECT, e suas ferramentas de mensuração GCR, SAP, SARC, que são utilizadas para perseguir o trabalhador.

Enfim, foi rejeitada a proposta de critérios de PLR 2013, apresentada pela ECT, em especial aos pontos que tratam da redução dos valores de PLR através do atrelamento da participação nos lucros com o GCR e o ponto que cria a parcela estratégica. Foi aprovada a participação deste sindicato nas atividades do dia 24 de abril de 2013, em Brasília.
 
Fonte/Autoria: Marcelo Barbosa
Leia mais ...

Primo pobre também na PLR...

  • Publicado em PLR

 





Você, trabalhador, já sabe que nós recebemos o menor piso salarial entre as estatais. Agora, será que vamos ser o “primo pobre” também na questão da PLR? Será que vamos amargar o prejuízo de receber menos até que os funcionários de empresas como a Sama Minerações, que está em um processo de fecha-não-fecha por conta do banimento do amianto?!

O fato é que várias empresas estatais e privadas já pagaram para seus trabalhalhadores a parcela referente à divisão dos lucros, enquanto os Correios ainda sequer anunciaram os valores da nossa PLR 2012 (que será paga esse ano) e dificultam a negociação da PLR 2013 (paga em 2014).

Como de praxe, a direção da ECT não negociou com a categoria no ano passado e insiste em esconder o quanto cada trabalhador deverá receber. Na tentativa de descobrir, o Sintect-GO recorreu ao Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (Lei da Acesso à Informação), requerendo informações, tanto na Empresa quanto no Ministério do Planejamento, a respeito da proposta apresentada pela ECT ao DEST para pagamento da PLR 2012. No entanto, os Correios e o Ministério do Planejamento se negam a divulgá-la.

Após várias tentativas sem êxito, o Sintect-GO recorreu à Controladoria Geral da União para ter respeitado o direito de acesso à proposta, que é um documento oficial e público. Mas até agora, nada.
Sabemos que mais uma vez os Correios bateram recordes de lucros, fala-se que estes lucros teriam ultrapassado a marca de R$ 1 bilhão. Tudo fruto do suor dos trabalhadores de base, que são sempre menosprezados na hora da divisão do bolo.

Se por um lado o alto escalão se lambuza; de outro, o trabalhador fica com as migalhas. Até quando?

Vamos lutar para que este ano a história seja diferente. Vamos brigar por uma PLR 2013 mais justa! Participe das Assembleias dia 5 de abril.

VEJA CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIAS

 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...

PLR 2013: Sintect-GO convoca para Assembleias nesta sexta, dia 5

  • Publicado em PLR

 





A Comissão Provisória de Negociação da PLR da Fentect tem participado de reuniões com os representantes da ECT tratar da PLR/2013, a ser paga em 2014. Durante os encontros, a Empresa tem se mostrado intransigente e desrespeitosa quanto aos anseios da categoria, negando-se a sequer discutir um modelo de PLR linear e com um valor mínimo, insistindo em um programa desigual, que cria privilégios para uma parcela reduzida de gestores e impõe metas e critérios abusivos.

Tendo em vista a intransigência da ECT, que chegou a ameaçar a categoria com o ultimato de “Não pagar a PLR em 2014 caso não se consiga um acordo na data de fechamento das negociações”, a Federação decidiu pela realização de Assembleias para:

1-Rejeição da proposta da ECT na sua totalidade;
2- Denunciar os atos discriminatórios da ECT na divisão de PLR/2013;

A Comissão esclarece que em momento algum deixou a mesa de negociação e que está disposta a discutir, desde que haja seriedade, respeito e comprometimento por parte da direção da ECT para com os mais de 117 mil trabalhadores ecetistas. A Federação conta com o apoio de toda categoria para que se mobilize em torno dessa luta que é de todos.

ASSEMBLEIAS EXTRAORDINÁRIAS
Sexta-feira, 5 de abril de 2013
Pauta: Informes e PLR 2013 (a ser paga em 2014)

GOIÂNIA
às 18h (1ª convocação) e 18h30 (2ª convocação)
Local: Em frente à Agência Central

ANÁPOLIS | CATALÃO | ITUMBIARA | RIO VERDE
às 17h30 (1ª convocação) e 18h (2ª convocação)
Local: Em frente à Agência ou CDD de cada cidade
 
Fonte/Autoria: Informações da Fentect
Leia mais ...

Assembleia aprova proposta encaminhada pelo Comando e mantém greve

 
Daniela Martins

Assembleia aprova proposta do Comando


O segundo dia de greve dos trabalhadores dos Correios em Goiás foi marcado por mais uma demonstração de que os ecetistas estão, sim, dispostos a negociar nesta Campanha Salarial bem ao contrário dos arrogantes e intransigentes dirigentes da ECT. A Assembleia realizada na tarde desta quinta-feira, 20, aprovou a proposta apresentada pelo Comando de Negociação em seu Informe 17e também deliberou pela continuidade do movimento paredista no Estado.

A proposta do Comando é uma ampliação da proposta apresentada pela própria ministra Cristina Peduzzi, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), durante a audiência de conciliação realizada ontem. O Comando fez o acréscimo de duas cláusulas: abono dos dias parados e manutenção da cláusula 11 do acordo coletivo, ou seja, a certeza de que não haverá quaisquer alterações no plano de saúde.

Proposta encaminhada pelo Comando e aprovada na Assembleia de hoje:

a) Aumento linear no valor de R$ 80,00
b) Reajuste de 5,2% aplicado sobre os salários, reembolso-creche e auxílio de cuidados especiais;
c) Vale alimentação/Refeição extra em dezembro de 2012;
d) Reajuste de 8,84% aplicado sobre o Vale-Alimentação/Refeição e Vale Cesta, ou seja:
  d.1) Valor de R$ 575,00 para R$ 625,83 (para quem trabalha de segunda a sexta-feira)
  d.2) Valor de R$ 675,00 para R$ 734,67 (para quem trabalha de segunda a sábado);
  c.3) Vale Cesta de R$ 140,00 para R$ 152,37.
d) Manutenção da cláusula 11 (assistência médica/hospitalar e odontológica) sem quaisquer alterações;
f) Manutenção do acórdão do TST DC 6535-27-2011-5-00-0000, excetuando as obrigações já cumpridas previstas exclusivas para o ano de 2011 e janeiro de 2012 (nº 52, XI, letra a), com a cláusula de reajuste de 5,20%;
g) instauração de mesas temáticas proposta pela ECT em até 30 dias da assinatura do acordo coletivo 2012/2013;
h) Abono dos dias parados.

A proposta apresenta pela ministra foi rechaçada pela ECT, em mais uma demonstração de que a Empresa não está interessada em negociar e de que, desde o princípio, quer o julgamento no TST para reeditar o acórdão de 2011.

“Estivemos, ontem, em Brasília buscando o entendimento com a ministra e a Empresa, mas a ECT, que vivia falando nos bastidores que o Comando não queria negociar, mostrou sua verdadeira intenção”, apontou o secretário Eziraldo Vieira, que é um dos representantes de Goiás no Comando de Negociação da Fentect.

Assembleia

Durante a mobilização de hoje, na Praça Cívica, os trabalhadores realizaram um “apitaço” para chamar a atenção dos companheiros que ainda não aderiram ao movimento. No quadro geral, somente nove dos 35 sindicatos da categoria em todo o Brasil ainda não estão em greve. Em Goiás a greve cresce a cada dia.

“Queremos também parabenizar os guerreiros que sempre estão na luta, sabemos que às vezes precisamos parar para avançar”, destacou Eziraldo.

Apoio

Quem passava pelo Centro da cidade rendia apoio à mobilização da categoria, que tem hoje um dos mais baixos salários-base dentre os servidores federais: R$ 942.

Líder comunitário da Região Sudoeste da Capital, o também servidor público Ulisses de Sousa ao ver a movimentação dos ecetistas fez questão de parar para oferecer sua solidariedade. “É uma vergonha os trabalhadores não terem seus vencimentos corrigidos, como consumidor, como cidadão, pagador de impostos, eu me solidarizo e apoio os trabalhadores dos Correios”, comentou.

Amanhã, sexta-feira, os trabalhadores dos Correios em Goiás voltam a ser reunir na Praça Cívica, em frente à Agência Central.

MOBILIZEM-SE!

 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...
Assinar este feed RSS