Tenha um bom dia! Hoje é Quarta, dia 01 de Dezembro de 2021. Agora são 10:41:57 hs

SINTECT-GO (199)

SINTECT-GO VISITA SENADORES DE GOIÁS PARA RESSALTAR A IMPORTÂNCIA DA NÃO APROVAÇÃO DO PROJETO DE LEI 591/2021

A Diretoria Colegiada do SINTECT-GO visitou na manhã desta sexta-feira, 19, o gabinete dos senadores Luiz do Carmo (MDB/GO) e Vanderlan Cardoso (PSD/GO) para enfatizar a importância de votar contra o Projeto de Lei 591/2021, que busca privatizar os Correios e autoriza a exploração de todos os serviços postais pela iniciativa privada.
O PL 591/2021 se encontra em tramitação no Senado Federal, mais precisamente na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). No dia: 09/11, a votação do relatório do senador Márcio Bittar (MDB/AC), na CAE, foi retirado de pauta em meio à pressão dos trabalhadores (as) dos Correios.
Os senadores de Goiás prometeram analisar as considerações da Diretoria Colegiada para a votação do projeto. Na ocasião a Diretoria Sindical protocolou material (já antes enviado virtualmente) do Comitê Nacional Contra a Privatização dos Correios, contendo nestes a última carta aos senadores, onde o Comitê enfatiza os malefícios que as emendas apresentadas pelo relator Márcio Bittar trarão a todos os municípios com menos de 15 mil habitantes, onde as unidades dos Correios serão fechadas conforme a emenda.
Ressaltamos a importância dos senadores olharem pela população dos Estados que representam, pois só em Goiás são mais de 170 municípios que deixarão de ter agências dos Correios. Reafirmamos a necessidade e a importância dos trabalhadores (as) estarem atuando nas redes sociais dos senadores pedindo apoio pela não aprovação do PL 591. A pressão do Comitê e dos trabalhadores (as) tem surtido efeitos e precisamos ampliar essa mobilização.

# Não à venda dos Correios!
# Se votar não volta!
# Não ao PL 591!
# Diga não à privatização!
# Fora Bolsonaro!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

Representação SINTECT/GO- MPT notifica Correios em Goiás para que decida se deseja cancelar as punições aos trabalhadores (as) pela recusa do trabalho aos domingos e feriados ou pagar multa

O Ministério Público do Trabalho constatou descumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a ECT, o SINTECT-GO e o MPT considerando que a empresa vem obrigando os trabalhadores (as) dos Correios em Goiás a realizarem trabalho extra aos domingos e feriados e punindo os que se recusarem ao labor extraordinário.
O SINTECT-GO vem lutando em favor desses trabalhadores (as) onde conseguiu reunir 51 documentos de profissionais que foram suspensos por um dia por terem recusado o trabalho em dias de descanso.
A empresa terá um prazo de 10 dias para manifestação no atendimento da cláusula fixada no TAC, anulando as punições ou terá que pagar multa no valor de R$51.000,00.
Trabalhador (a) se você também foi punido em razão da recusa do trabalho aos domingos e feriados com suspensão e processo, encaminhe a documentação com urgência ao SINTECT-GO para fortalecer essa ação, aumentar a multa e também mostrar a força dos trabalhadores (as) impondo à empresa o respeito a todos os profissionais dos Correios que também tem direito ao seu dia de descanso.
Caso a empresa não cancele as punições, além de ser executada nas multas pelo MPT, o Sindicato proporá ação coletiva para cancelamento das suspensões aplicadas, restituição dos descontos e ainda pagamento de indenização pelo dano moral individual e coletivo causado.

#SINTECT-GO na luta!
#Juntos somos mais fortes!
# Por nenhum direito a menos!
# Não à venda dos Correios!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

SINTECT-GO CONSEGUE LIMINAR QUE GARANTE O RETORNO DA PRORROGAÇÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE

O direito à prorrogação da licença-maternidade por mais dois meses e a fruição das férias vencidas após essa prorrogação foi restabelecido para as trabalhadoras dos Correios em Goiás.
O SINTECT-GO obteve liminar na Justiça do Trabalho após a retirada de cláusulas pela ECT do Acordo Coletivo de Trabalho, entre elas, a prorrogação da licença-maternidade, um direito que favorece tanto a mãe quanto a criança, especialmente por ser um período de amamentação e que garante um desenvolvimento saudável do recém-nascido.
O magistrado entendeu que mesmo que a ECT tenha retirado a cláusula do Acordo Coletivo, o Manual de Pessoal da empresa prevê o direito à trabalhadora de solicitar a prorrogação da licença-maternidade em 60 dias, além de negociar a concessão de férias após o término desse período. Como o Manual só foi alterado em março de 2021, as trabalhadoras contratadas até essa data não podem ser impactadas pela alteração maléfica da norma empresarial, que só atinge as que vierem a celebrar contratos com os Correios a partir de 25/03/2021.
ATENCÃO - É importante que as trabalhadoras dos Correios EFETUEM O PEDIDO DE PRORROGAÇÃO formalmente, por meio do sistema eletrônico da ECT, até o prazo de trinta dias antes de encerrar os quatro meses da licença-maternidade.
Na decisão ficou determinado uma multa de mil reais por dia para cada trabalhadora prejudicada, caso a ECT descumpra a liminar. A empresa tentou reformar a decisão por meio de Mandado de Segurança do TRT, mas não obteve sucesso, sendo mantida a liminar. O processo segue para sentença, que espera o SINTECT/GO seja procedente.

# SINTECT/GO na luta sempre!
# Não a privatização!
# Fora Bolsonaro!

Leia mais ...

TRABALHADORES (AS) DOS CORREIOS EM GOIÁS REJEITAM PROPOSTA DA EMPRESA EM ASSEMBLEIA VIRTUAL

O SINTECT-GO realizou na noite de ontem, 07/10, a Assembleia Virtual por meio da plataforma “Zoom”, para realizar avaliação da Campanha Salarial 2021/2022 e os desdobramentos da mesma, com os seguintes pontos de pauta: 1- Informes; 2 - Avaliação da Campanha Salarial 2021/2022; 3 - Rejeição ou aprovação da proposta; 4 - Decretação da manutenção do estado de greve.
Durante a Assembleia foi pontuado sobre as condições de trabalho nas unidades dos Correios em Goiás, as convocações para o trabalho aos domingos, feriados e horas extras sob ameaças de abertura de processos administrativos.
Também foi aberto um amplo debate com a categoria que assimilou as orientações diante das maldosas e sorrateiras ações da atual gestão militarizada e, que diante deste quadro, a própria empresa nao quis negociar com os trabalhadores (as) e, mais que depressa, de acordo com seus interesses, protocolizou o dissídio coletivo, neste sentido, a categoria entendeu que deveria sim seguir para o julgamento.
Foi decidido pela maioria dos 96 participantes da Assembleia, (94 rejeitaram e 2 abstenções) a rejeição à proposta da empresa e também foi aprovado por unanimidade a decretação da manutenção do estado de greve.

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

SINTECT-GO convoca para Assembleia na próxima quinta-feira dia 07

Além da insistência da empresa em implantar o banco de horas em cima dos trabalhadores (as), a mesma também se nega a discutir ou aceitar proposta viável para a classe trabalhadora. O que vemos, a cada dia, é uma tentativa da empresa em atacar, cada vez mais, os direitos dos trabalhadores (as) dos Correios.
A FENTECT participou de audiência de conciliação convocada pelo TST, para uma tentativa de finalizar o Acordo Coletivo de Trabalho para a categoria, mas, novamente, a direção da ECT não teve interesse em negociar o Dissídio Coletivo, mantendo a sua posição de não querer avançar na recuperação dos direitos dos profissionais dos Correios e, como sempre, atacando a categoria.
A proposta de reajuste ZERO, inclusão de banco de horas e recomposição dos tickets, que acaba em julho de 2022, é uma afronta à categoria. A proposta reduz o poder de compra e não encontra aceitação entre os trabalhadores (as).
Por isso precisamos lutar, ainda mais! Não vamos permitir mais ataques contra os nossos direitos e a nossa categoria! O SINTECT-GO convoca para Assembleia sobre a Campanha Salarial na próxima sexta-feira, dia 07/10, com primeira chamada às 19 horas e segunda chamada às 19h30, por meio do aplicativo Zoom, com os seguintes pontos de pauta:

1- Informes;
2- Avaliação da Proposta;
3- Deliberação de rejeição ou aceitação da proposta;
4- Manutenção do estado de greve.

O link para participação será enviado nas redes sociais e nos e-mails.

# Por nenhum direito a menos!
# Em defesa dos nossos direitos e empregos!
# Correios Público e para todos!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

OS ATAQUES CONTINUAM NA SE/GO

A SE/GO continua insistente em sua prática abusiva contra os trabalhadores (as) dos Correios em Goiás. As convocações dos empregados aos domingos e feriados já se tornaram corriqueiras por parte da empresa, pois os trabalhadores (as) são comunicados de última hora ou até mesmo nos próprios dias de folga, o que vem prejudicando, cada dia mais, a saúde física e mental dos mesmos.

Quem recusava a convocação para trabalhar nesses dias, era aberto processo administrativo e recebiam punição de um dia de suspensão. O SINTECT-GO fez representação no MPT/GO (Ministério Público do Trabalho no Estado de Goiás) quanto a ECT estar convocando os trabalhadores (as) a trabalharem aos domingos (Repouso semanal remunerado) e feriados.

Para quem se lembra, em 2012, a ECT cometia as abusividades e prerrogativas de atuação contra os trabalhadores impondo-lhes excessividade de horas extras, hoje ela faz a mesma prática aos olhos do SINTECT-GO e MPT e extrapolam o bom senso. A nossa obrigação é cumprir o nosso contrato de trabalho, o qual fomos chamados, que prevê 44 horas semanais. Após isso, não há problemas em atender quando a empresa chamar, mas dentro da possibilidade de cada um, esse é o nosso entendimento. 

A ECT, mesmo sabendo que a demanda está excessiva, com a necessidade de contratação de pessoas para cumprir seu papel com a sociedade, ao contrário disso o que ela fez foi demitir vários trabalhadores através de PDI, PDV, fechou as portas para concurso público e começou a exigir o mesmo resultado, contrariando o que a demanda exige, na contramão da realidade.

O MPT/GO entendeu, através dos documentos juntados aos autos da representação, que a ECT está agindo de forma irregular e abusiva, conforme despacho abaixo. O SINTECT-GO trabalhou e continua trabalhando de forma incansável pela defesa dos trabalhadores (as) de terem o direito de optarem por recusar a convocação nos dias de repouso ou trabalharem e receberem folga em dobro ou mesmo trabalharem e receberem em espécie.

É o SINTECT-GO na luta sempre contra as injustiças da ECT aos trabalhadores (as).

 

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

 

Clique aqui e confira o despacho do MPT/GO

Leia mais ...

Vote NÃO na Consulta Pública do Senado Federal sobre o Projeto de Lei 591/2021

A página "e-Cidadania" do Senado Federal disponibilizou consulta pública sobre o Projeto de Lei 591/2021. É importante que todos os trabalhadores (as) dos Correios votem NÃO nessa consulta. 

No link abaixo contém o passo a passo para a votação no site. É só clicar e seguir o que está proposto. Para entrar no site, você pode clicar abaixo ou entrar pelo "CLIQUE AQUI" que está no documento do passo a passo. Já temos mais de vinte mil votos contra o Projeto lá no site. 

 

Clique aqui para entrar no site do e-Cidadania

 

Clique aqui e siga o passo o passo para votar NÃO na consulta pública do e-Cidadania 

Leia mais ...

CADÊ A HUMANIDADE SE/GO? Trabalhadores (as) são obrigados a realizar entregas o dia todo, mesmo com calor excessivo e sobrecarga de trabalho

Não bastasse a imposição de trabalhar de domingo a domingo sem folga, feita pelos gestores da SE/GO, em algumas unidades estão obrigando, ainda, os trabalhadores (as) ciclistas e pedestres a saírem de manhã e à tarde para entrega domiciliar, caso que tem ocorrido muito no CDD GOIÂNIA.
Não se tem levado em consideração a baixa umidade do ar em nossa região nesse período, o calor excessivo e a sobrecarga de trabalho que os trabalhadores (as) estão enfrentando. A desumanidade desses gestores está levando os trabalhadores ao limiar das suas forças e a um desgaste físico e emocional sem precedentes, o que resultará em mais trabalhadores doentes e afastados para tratamento médico. Muitos desses gestores sabem da dura realidade que é o período de seca em Goiás, muitos desses, dias atrás, eram carteiros e agora, com o chicote na mão, sem dó nem piedade, oprimem os seus subordinados para fazer “média” com a GERAE e GEOPE e garantir suas funções.
Ao serem questionados onde estão nos manuais da empresa a normatização para que os carteiros ciclistas e pedestres saiam para a rua, desconversam e não respondem. O SINTECT-GO já oficiou a SE/GO a respeito e aguarda resposta.
Não à desumanidade! Pela vida e saúde do trabalhador! Abaixo ao autoritarismo e assédio moral!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

O CHICOTE ESTALA NA SE/GO: Processos administrativos, punições, assédios morais, perseguições

Após os trabalhadores (as) na SE/GO optarem por descansar com suas famílias, depois de cumprir a jornada de 44 horas com a ECT, receberam processo administrativo debaixo de ameaças de que mais destes viriam. São mais de 40 processos administrativos, os quais o SINTECT-GO fez defesa para os filiados, tendo já, alguns, resposta com punição de suspensão de um (1) dia em sua maioria.
No CEE Esmeralda, onde teve mais processos, a chefia deu a punição para todos no sábado não “desfalcarem” o processo produtivo da unidade. Um verdadeiro assédio moral coletivo o que está ocorrendo.
Existe uma denúncia de fato do SINTECT-GO, no Ministério Público do Trabalho de Goiás, mas estamos na fase apuratória, ainda sem decisão, assim o Sindicato orienta a todos os trabalhadores (as) que estão nessa situação de processo administrativo e cumprimento de punição, que procurem o SINTECT-GO para passar o processo, para que estes sejam juntados à ação comprovando-se o assédio moral coletivo que está ocorrendo no âmbito desta superintendência, onde as chefias atropelam a lei e os direitos humanos de descansar, de recuperar as energias e de ter qualidade de vida.
O que a capitania do mato em Goiás quer é que o trabalhador (a) trabalhe de domingo a domingo sem folga, pois nem dão a este a prerrogativa de usufruir das duas folgas (uma necessariamente na semana do repouso não gozado). E não se diga que é por falta de orientação dos gestores não, porque a empresa fez circular um FAG (VEJA AQUI) onde explica a questão no item 09 e 10:

9. Qual o percentual aplicável para pagamento do Repouso Trabalhado (domingos e feriados)? Repouso Trabalhado (domingos e feriados): Percentual de aplicação
Resposta: O pagamento do Repouso Trabalhado será acrescido do adicional de 100% sobre a
remuneração. (Súmula 146 do TST)

10.Como será pago o trabalho em dia de repouso? Repouso Trabalhado (domingos e feriados): Pagamento
Resposta: O empregado que trabalhar em dia de repouso poderá receber o adicional de 100% sobre o repouso remunerado ou lhe serão concedidos 2 (dois) dias de folga. Quando a opção for pela concessão de folgas, obrigatoriamente, uma das folgas deverá ser concedida na mesma semana do repouso não fruído.

Ou seja, é uma questão de abuso mesmo! Chega de autoritarismo!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...
Assinar este feed RSS