Tenha uma boa noite! Hoje é Quinta, dia 12 de Dezembro de 2019. Agora são 18:18:21 hs

Goiás sai na frente: Assembleia rejeita proposta ridícula de 3% e aprova estado de greve

 
Daniela Martins

Categoria rejeita por unanimidade a proposta da ECT


O clima esquentou na Campanha Salarial em Goiás. Os cerca de 90 trabalhadores que compareceram à Assembleia Geral promovida pelo Sintect em Goiânia, em frente à Agência Central, na Praça Cívica, não só reprovaram a proposta da ECT de 3% de reajuste como aprovaram o estado de greve no nosso Estado.

Pelo interior, nas cidades de Anápolis, Aragarças, Caldas Novas, Catalão, Goianésia, Goiás, Itumbiara, Jaraguá, Jataí, Mineiros, Niquelândia, Piracanjuba, Porangatu, Quirinópolis, Rio Verde, Santa Helena e Uruaçu, todas as Assembleias regionais também obtiveram o mesmo resultado: rejeitaram de forma veemente a proposta da ECT. Indignados, os trabalhadores demonstraram que estão prontos para cruzar os braços e partir para o enfrentamento.

Assembleia na capital
Para começar, o secretário Jurídico do Sintect-GO, Marcelo Barreto, fez a leitura dos últimos informes do Comando de Negociação e Mobilização da Fentect. Os documentos deixam clara a disposição da Federação em continuar a negociação com a ECT, tendo em vista que o que foi oferecido à categoria é uma proposta vergonhosa e ridícula, que não contempla nem de longe as necessidades e os anseios dos ecetistas.

Nos informes, o Comando ainda ressalta que os trabalhadores devem “ficar atentos às tentativas da direção dos Correios de desmobilizar a categoria” e ressalta que o momento é de mobilizar a base.

“Três por cento? Isso não é proposta, é provocação”, bradou Bia de Lima, presidenta da CUT, que esteve na Assembleia para oferecer o apoio da Central aos trabalhadores dos Correios. “Categoria nenhuma conseguiu coisa alguma sem luta, sem enfrentamento e mobilização.

O sentimento era de total indignação por parte dos trabalhadores, o que tem se tornado o combustível para a luta ecetista. A postura ditatorial e de deboche da ECT nesta Campanha Salarial causa revolta na categoria, que já demonstrou que está disposta a enfrentar, mais uma vez, os desmandos dos Correios.

“Não tem nem que avaliar, que pensar. A empresa está nos empurrando para a greve, forçando a greve. O governo quer investir em Copa do Mundo, Olimpíada... e o trabalhador?”, criticou um OTT.

Diante da ausência de muitos trabalhadores, os participantes da Assembleia destacaram a importância de se elevar a participação. “O Sindicato somos nós, não podemos fugir à luta”, destacou outro companheiro, que continuou: “esses 3% é a Empresa dando um tapa na cara do trabalhador. A Empresa só entende uma palavra: greve. Vamos voltar com indignação para nossa unidade amanhã e chamar o companheiro para a luta. O Sindicato quem faz é a base”, declarou.

Muitos outros trabalhadores expuseram suas opiniões, reforçando a necessidade de mobilização da categoria para a luta nesta Campanha Salarial, confiram o que eles disseram:

“Vamos forçar a barra e ir até onde for. Nós trabalhadores fizemos várias revoluções e vamos continuar".

“Dependemos da nossa força, nossa coletividade. Vamos para a luta, nós temos o poder, é o poder coletivo que muda tudo isso”.

“A maior força que nós temos é a de cruzar os braços, temos de nos conscientizar sobre qual é nosso alvo: salário mais digno. Nossa luta tem de ser consciente”.

Por fim, a secretária de Comunicação do Sindicato, Marta Francisca, arrematou: “A proposta é vergonhosa, se a Empresa quer greve, vai ter greve"

MOÇOES DE APOIO
A Assembleia da Capital também aprovou duas moções de apoio, conforme sugestão do Comando de Negociação. Foram aprovadas:

1) Moção de repúdio contra a agressão aos trabalhadores ocorrida na assembleia da Fentect em São Paulo, no dia 25 de julho

2) Moção de repúdio à postura dos negociadores da ECT em não permitir as filmagens e transmissão ao vivo das negociações coletivas porque não querem transparência nas negociações.

Acompanhem a Campanha Salarial pelo site do Sintect-GO, na seção Lutas da Categoria – Campanha Salarial.
 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...

Nesta terça, 14, Sintect realiza Assembleias regionais. Pauta: Campanha Salarial

 




Está na hora dos trabalhadores se unirem e mostrar sua força. Nesta terça-feira, 14, serão realizadas Assembleias Gerais (em Goiânia e no interior) para avaliação da Campanha Salarial.

A primeira convocação é às 18h e a segunda às 18h30. Em Goiânia, a Assembleia será realizada em frente à Agência Central dos Correios, na Praça Cívica.

Trabalhador, ajude a mobilizar a categoria, convide os colegas da sua unidade para participarem! É indispensável a presença de todos. Vamos fortalecer a nossa luta!

Nas cidades do interior também serão realizadas assembleias regionais, na mesma data e horários. Confira as cidades em que haverá assembleia:

Anápolis
Aragarças
Caldas Novas
Catalão
Goianésia
Goiás
Itumbiara
Jaraguá
Jataí
Mineiros
Niquelândia
Piracanjuba
Porangatu
Quirinópolis
Rio Verde
Santa Helena
Uruaçu
 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...

Comando se reúne para definir pauta das próximas assembleias

 




O Comando Nacional de Negociações e Mobilização da Campanha Salarial 2012/2013 reuniu-se nesta quarta-feira (08), para definir os encaminhamentos que devem ser aprovados nas assembleias que serão realizadas entre os dias 08 e 16 deste mês.

Nos próximos encontros será discutida a rejeição da proposta de 3% feita pela ECT. O aumento não repõe sequer a inflação do período, tampouco atende às reinvindicações dos trabalhadores. Será debatida ainda a aprovação de moções de repúdio contra a agressão aos trabalhadores ocorrida na assembleia da FENTECT em São Paulo, no último 25 de julho, e contra a postura dos negociadores da ECT que impedem a transmissão ao vivo das negociações.

O Comando solicita ainda que os sindicatos encaminhem seus representantes o mais breve possível para compor e fortalecer o Comando Nacional de Negociações e Mobilização da Campanha Salarial 2012/2013.

Veja a íntegra do Informe 008_Comando

 
Fonte/Autoria: Fentect
Leia mais ...

Assembleias para avaliação da Campanha Salarial será na próxima terça-feira, dia 14

 
O Sintect realiza na próxima terça-feira, 14 de agosto, às 18h (primeira convocação) e às 18h30 (em segunda convocação) a Assembleia Geral para avaliação da Campanha Salarial. Em Goiânia, a Assembleia será em frente à Agência Central dos Correios, na Praça Cívica.

É fundamental a participação de todos.

Também na terça, dia 14, haverá assembleias regionais nas seguintes cidades:
Anápolis
Aragarças
Caldas Novas
Catalão
Goianésia
Goiás
Itumbiara
Jaraguá
Jataí
Mineiros
Niquelândia
Piracanjuba
Porangatu
Quirinópolis
Rio Verde
Santa Helena
Uruaçu
 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...

Comando quer transmissão ao vivo das negociações

 




O Comando Nacional de Negociações e Mobilização da Campanha Salarial 2012/2013 se reuniu na última segunda-feira (06/08) com a Comissão de Negociação da ECT para debater além da Campanha Salarial 2012-2013, a transmissão ao vivo das negociações.

Os representantes dos trabalhadores demonstraram indignação diante a proposta de 3% apresentada pela ECT e solicitou que a comissão patronal apresente uma proposta decente para ser avaliada nas próximas assembleias. Um integrante da comissão da empresa disse não aceitar a desqualificação proposta, acreditando que a mesma possa ser aprovada nas assembleias.

Outro ponto debatido foi a transmissão ao vivo das reuniões. A representação dos trabalhadores pediu uma resposta sobre o tema, mas a resposta foi negativa. Os representantes da empresa, que são ex-sindicalistas, se recusam a autorizar gravações das reuniões.

O Comando Nacional apresentou a reivindicação com o item 15 – Trabalhador OTT, que trata sobre más condições de trabalho, a falta de epi’s, escassez de material e mão-de-obra e a contratação de Mot’s no lugar de servidores. A empresa mais uma vez não admitiu a falta de condição de trabalho, assim como a falta de material. A empresa limitou-se a dizer que, mais uma vez, a culpa era dos fornecedores. A mesa patronal não quis negociar e propôs a formação de uma mesa temática, o que consideramos mais um golpe contra o trabalhador.

O último ponto abordado foi a proposta de continuidade do calendário das negociações, já que restam ainda mais de 70 cláusulas a serem abordadas. A Comissão da ECT não assumiu nenhum compromisso e disse apenas levar a questão para discussão com a diretoria da empresa, sem definir uma data de resposta.

O Comando Nacional de Negociações e Mobilização da Campanha Salarial 2012/2013 reafirma seu compromisso e continuará a apresentar e negociar as cláusulas da Pauta Nacional de Reivindicações.
 
Fonte/Autoria: Fentect
Leia mais ...

Conheça a proposta ridícula da ECT

 





Veja a proposta ridícula e desrespeitosa feita pelos Correios, que demonstra o descaso e a afronta aos 120 mil trabalhadores.

É inadmissível que uma Empresa do porte da ECT aja de forma tão covarde com seus trabalhadores, ignorando as perdas acumuladas e as péssimas condições de trabalho.

1) Reajuste de 3% aplicado sobre todos os salários com igual repercussão nas demais rubricas de remuneração;

2) Reajuste dos benefícios, que ficam mantidos, com a aplicação dos valores atuais do percentual de 3%, conforme abaixo:

  • Manutenção de todos os benefícios com reajuste pelo mesmo índice de 3%.
  • Vale I alimentação/refeição de R$ 25 para R$ 25,75
  • Vale II alimentação Cesta de R$ 140,00 para 144,20
  • Reembolso Creche/Babá de R$ 384,95 para R$ 396,50
  • Auxílio para dependentes e cuidados especiais de R$ 611,02 para R$ 629,35

3) A Cláusula 11 do Acórdão vigente permanecerá válida até que sejam implantados pela ECT, os aprimoramentos necessários à adequação dos normativos da ANS e do governo federal.

4) A manutenção das demais cláusulas do Acórdão vigente, decorrente do dissídio de 2011, executando as obrigações já cumpridas exclusivamente para o ano de 2011 e janeiro de 2012, assim como a cláusula do reajuste.

5) Mesas temáticas: a ECT se compromete a instalar mesas temáticas para discutir: condições de trabalho, saúde do trabalhador, questão racial, questão do gênero e anistia, sendo a primeira em até 30 dias da assinatura do acordo.

A presente proposta tem sua validade garantida pela Empresa para assinatura do acordo coletivo 2012/2013, pela via da negociação, aguardando resposta até o dia 09/08/2012.

Leia mais ...

Comando de Negociação se reúne com Comissão da ECT em audiência no MPT

 




O Comando Nacional de Negociação e Mobilização da Campanha Salarial 2012/2013 participou no último dia 3 (sexta-feira) de audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT) com a Comissão de Negociação da ECT. O objetivo dos trabalhadores é denunciar o desrespeito da direção da empresa com marcação unilateral de reuniões e com a iniciativa de negociar “a toque de caixa”, criando atas fictícias para ajuizar o dissídio no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Isso é mais um golpe contra a categoria.

Os representantes dos trabalhadores deixaram claro na audiência a “inequívoca vontade de negociação dos trabalhadores” e propôs que seja definido um novo calendário de negociações na reunião de sexta-feira (03/08). No entanto, a empresa condicionou a continuidade das negociações à resposta de sua proposta ridícula e ilegal de 3%, inferior ao índice da inflação, e longe da nossa reivindicação de 43,7%. O Comando colocou que as assembleias que discutirão a proposta apresentada pela ECT serão realizadas no período de 08/08 a 16/08. No entanto, apesar da Comissão da Empresa tentar encerrar as negociações na reunião do dia 06, com a insistência do Procurador do Trabalho, a empresa admitiu “ser possível” continuar as negociações.

O Comando de Negociação ainda deixou claro durante a audiência que, em momento nenhum, houve ajuizamento de dissídio por parte da representação dos trabalhadores, como divulgou a ECT na última sexta-feira. Por isso, solicitamos que as negociações passem a ser transmitidas ao vivo, via internet. No entanto, a ECT se recusa a aceitar a transmissão para forçar o Acórdão de quatro anos do TST.

Fiquem atentos, companheiros, às provocações e confusões plantadas pela empresa em seus boletins para desestabilizar a Campanha Salarial. Reafirmamos o compromisso em continuar a apresentação e negociação de todas as cláusulas da Pauta de Reinvindicações. Vamos mobilizar as bases e recusar, nas assembleias, a pior proposta salarial já feita pela diretoria da ECT. Vamos aprovar uma moção de repúdio aos negociadores da ECT, que tentam por fim à Campanha Salarial.
 
Fonte/Autoria: Fentect
Leia mais ...

Direção da ECT afronta trabalhadores com proposta vergonhosa de 3%

 
Desde o início da Campanha Salarial 2012, a ECT tem tentado confundir os trabalhadores. Primeiro lançou mão de um calendário de reuniões elaborado de forma unilateral, sem levar em consideração o Comando de Negociação da Fentect.

Em seguida, ao iniciarem as reuniões, a direção da Empresa buscou promover uma "negociação a toque de caixa" e agora, para completar seu arsenal de abusos, apresenta uma proposta vergonhosa de 3% para a categoria.

Confira o Informe 004 do Comando de Negociação da Fentect
 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...
Assinar este feed RSS