Tenha um bom dia! Hoje é Quinta, dia 20 de Junho de 2019. Agora são 11:05:17 hs
09 Mai

Como defender os direitos trabalhistas diante de tantos ataques? Destaque

2019 não tem sido um ano fácil para a classe trabalhadora. Uma das primeiras ações do novo governo foi extinguir o Ministério do Trabalho, reduzindo a fiscalização das condições de trabalho e, principalmente, deixando os empregadores livres para descumprir a CLT.

Os ataques aos direitos trabalhistas vêm se acentuando desde a aprovação da Reforma Trabalhista, em 2017, que entre outras coisas, reduziu diversos direitos e liberou a terceirização da mão de obra. Na época, a Reforma foi aprovada sob diversos discursos de que a flexibilização da legislação proporcionaria a geração de novos postos de trabalho. No entanto, dois anos se passaram e o que vemos é um aumento de 12,7% de desempregados no primeiro trimestre de 2019, atingindo 13,4 milhões de desempregados*, e consequentemente o aumento do trabalho informal (motoristas de aplicativos, entregadores de comida, vendedores ambulantes).


Leia Nosso Boletim aqui.

Última modificação em Quinta, 09 Maio 2019 17:31
Avalie este item
(0 votos)
Mais nesta categoria: « Informe: Contribuição Sindical
voltar ao topo