Tenha uma boa madrugada! Hoje é Quinta, dia 09 de Abril de 2020. Agora são 03:06:27 hs
12 Fev

Ecetistas de Goiás participam na Câmara dos Deputados de ato contra o desmonte do serviço público no país Destaque

Ocorre nesta terça-feira (12/02), em Brasília, o ato político “Pela Valorização do Serviço Público do Brasil”. Os dirigentes sindicais Tiago Henrique, Alexandre Duarte, Divino Mendes, João de Jesus, Elizeu Pereira, Dirlene Francisco, Edimar Ferreira e Ueber Barboza participam desde as 8 horas da manhã deste evento que faz parte da mobilização contra a reforma administrativa apresentada pelo governo, representando o desmonte dos serviços públicos no país, pois uma das ideias seria modificar as regras do funcionalismo público.  

Servidores públicos, dirigentes sindicais, coordenadores da Frente Parlamentar, parlamentares e lideranças de todo o país lotaram o auditório “Nereu Ramos”, na Câmara dos Deputados, para a discussão de assuntos como a privatização das finanças públicas e desnacionalização da economia brasileira e a defesa do servidor público tendo como consequência um serviço prestado com mais qualidade atendendo melhor as necessidades dos usuários. O sociólogo Félix Lopez e os economistas José Celso Cardoso Jr. e Paulo Kliass são os participantes que abordarão os temas propostos nas discussões do ato durante as palestras na parte da tarde.

Uma das coordenadoras da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, Alice Portugal (PC do B – BA) afirma que essa é uma ampla mobilização que defende não só os servidores públicos, mas o trabalhador e o Brasil. “O governo não quer assinar o texto. Ninguém quer assumir a paternidade do mal. Nenhuma reforma administrativa pode ser tratada no Brasil sem discutir com quem toca o Estado brasileiro, que são os servidores públicos. Nós não vamos permitir e vamos insistir que qualquer reforma passe pelo processo de debate com os servidores”, aponta a deputada.

O ato político em Brasília termina às 18 horas.

Matéria: Janaina Fidelis 

Última modificação em Quarta, 12 Fevereiro 2020 16:34
Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo