Tenha uma boa noite! Hoje é Segunda, dia 06 de Dezembro de 2021. Agora são 23:00:44 hs

Representação SINTECT/GO- MPT notifica Correios em Goiás para que decida se deseja cancelar as punições aos trabalhadores (as) pela recusa do trabalho aos domingos e feriados ou pagar multa

O Ministério Público do Trabalho constatou descumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a ECT, o SINTECT-GO e o MPT considerando que a empresa vem obrigando os trabalhadores (as) dos Correios em Goiás a realizarem trabalho extra aos domingos e feriados e punindo os que se recusarem ao labor extraordinário.
O SINTECT-GO vem lutando em favor desses trabalhadores (as) onde conseguiu reunir 51 documentos de profissionais que foram suspensos por um dia por terem recusado o trabalho em dias de descanso.
A empresa terá um prazo de 10 dias para manifestação no atendimento da cláusula fixada no TAC, anulando as punições ou terá que pagar multa no valor de R$51.000,00.
Trabalhador (a) se você também foi punido em razão da recusa do trabalho aos domingos e feriados com suspensão e processo, encaminhe a documentação com urgência ao SINTECT-GO para fortalecer essa ação, aumentar a multa e também mostrar a força dos trabalhadores (as) impondo à empresa o respeito a todos os profissionais dos Correios que também tem direito ao seu dia de descanso.
Caso a empresa não cancele as punições, além de ser executada nas multas pelo MPT, o Sindicato proporá ação coletiva para cancelamento das suspensões aplicadas, restituição dos descontos e ainda pagamento de indenização pelo dano moral individual e coletivo causado.

#SINTECT-GO na luta!
#Juntos somos mais fortes!
# Por nenhum direito a menos!
# Não à venda dos Correios!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

SINTECT-GO convoca para Assembleia na próxima quinta-feira dia 07

Além da insistência da empresa em implantar o banco de horas em cima dos trabalhadores (as), a mesma também se nega a discutir ou aceitar proposta viável para a classe trabalhadora. O que vemos, a cada dia, é uma tentativa da empresa em atacar, cada vez mais, os direitos dos trabalhadores (as) dos Correios.
A FENTECT participou de audiência de conciliação convocada pelo TST, para uma tentativa de finalizar o Acordo Coletivo de Trabalho para a categoria, mas, novamente, a direção da ECT não teve interesse em negociar o Dissídio Coletivo, mantendo a sua posição de não querer avançar na recuperação dos direitos dos profissionais dos Correios e, como sempre, atacando a categoria.
A proposta de reajuste ZERO, inclusão de banco de horas e recomposição dos tickets, que acaba em julho de 2022, é uma afronta à categoria. A proposta reduz o poder de compra e não encontra aceitação entre os trabalhadores (as).
Por isso precisamos lutar, ainda mais! Não vamos permitir mais ataques contra os nossos direitos e a nossa categoria! O SINTECT-GO convoca para Assembleia sobre a Campanha Salarial na próxima sexta-feira, dia 07/10, com primeira chamada às 19 horas e segunda chamada às 19h30, por meio do aplicativo Zoom, com os seguintes pontos de pauta:

1- Informes;
2- Avaliação da Proposta;
3- Deliberação de rejeição ou aceitação da proposta;
4- Manutenção do estado de greve.

O link para participação será enviado nas redes sociais e nos e-mails.

# Por nenhum direito a menos!
# Em defesa dos nossos direitos e empregos!
# Correios Público e para todos!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

Correios entram com dissídio coletivo no TST

   Após os Correios entrarem com dissídio coletivo de greve no Tribunal Superior do Trabalho (TST), ocorreu ontem (26) a primeira reunião de mediação com o Tribunal, a direção da FENTECT e a ECT. A empresa continua insistindo em uma apresentação financeira inexistente. Começaram alegando prejuízo contábil, mas tiveram de assumir que até metade desse ano, em plena pandemia, já contabilizaram mais de R$600 milhões de lucro.
  Mesmo com esse patamar e um Acordo Coletivo consolidado por dois anos, a ECT vem tentando rebaixar os salários dos trabalhadores (as) e atacar seus direitos. Ela fere não só o Acordo, mas a Constituição Federal com esses abusos. O lucro mostra também o porquê da insistência da privatização a todo custo.
  A trajetória dos Correios destaca todo o seu poder autolucrativo, uma empresa com cunho social e instrumento de integração nacional, com isso o governo deveria investir para que os Correios colaborasse mais ainda com as necessidades sociais da população brasileira e não retirar o pouco de benefícios que ainda se pode ter com o patrimônio público.
  Não é hora de recuar, nem de se deixar intimidar. A greve está forte nacionalmente e, em Goiás, já são mais de 600 trabalhadores que aderiram à greve. Continuemos na luta companheiros e companheiras! Juntos somos mais fortes contra todos os ataques! Vamos lutar pelo que é nosso!

 

Leia mais ...

AADC e Periculosidade: SINTECT-GO alerta trabalhadores (as)

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Goiás – SINTECT-GO adverte sobre o perigo de golpes realizados contra os trabalhadores (as) dos Correios.  Um grupo de advogados de São Paulo vem entrando em contato com empregados em Goiás que realizam atividade de carteiro motorizado e que aguardam julgamento do Incidente de Recurso Repetitivo (IRR) do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o processo de acumulação do Adicional de Atividade de Distribuição e/ou Coleta Externa (AADC) e do Adicional de Periculosidade do carteiro motorizado.

Esse grupo vem tentando ludibriar esses funcionários com falsas promessas de facilitação do processo no Judiciário ou propositura de ação individual. O SINTECT-GO alerta a todos os trabalhadores que não é preciso nenhum tipo de ação individual sobre esse tema, uma vez que já existem ações coletivas promovidas pelo Sintect/GO e pela Federação e basta aguardar o TST julgar o IRR e, posteriormente, o Sindicato entrará em contato com os trabalhadores para promover a execução, caso o TST determine o pagamento acumulado do AADC e do adicional de periculosidade.

Lembrando que após a reforma trabalhista, se o empregado vier a perder o processo individual terá que pagar custas e honorários aos advogados da empresa, e são valores altos. Assim, o adequado é que entes sindicais promovam a ação coletiva e se ela for procedente, aí sim, o trabalhador fará a execução da sentença, mas agora sem o risco de perder a causa e pagar as despesas do processo.

Qualquer dúvida é só entrar em contato com o Sindicato pelo telefone: 62 3280-4415.

Leia mais ...

Começa a execução de precatórios e RPV’s da ação PCCS95

Após o Tribunal Superior do Trabalho retirar a suspensão das execuções ao julgar a rescisória do PCCS95, a Vara auxiliar da execução do Tribunal Regional do Trabalho 18ª Região passou a expedir os precatórios e RPV´s para os que concordaram com a conta de liquidação apresentada pelos Correios (acordo dos Correios). Os precatórios inscritos até 1º de julho deste ano de 2020 devem ser depositados pela empresa em conta judicial vinculada ao processo até dia 31/12/2021 e, com os trâmites de liberação de créditos, devem ser pagos aos credores em fevereiro de 2022. Uma vez que já foram expedidos os precatórios, a Vara da execução começou a expedição dos RPV’s para quem receberá até 60 salários mínimos. A partir da intimação da ECT, existe um prazo de 60 dias para que a empresa realize o pagamento dos RPV´s que, se tudo transcorrer normalmente, se dará no segundo semestre deste ano.

Quem não concordou com o valor proposto pelos Correios deve aguardar os documentos dos que concordaram serem expedidos. Após isso, serão definidos os parâmetros para a confecção da conta de liquidação para definir qual é o valor devido para os que não concordaram com a proposta dos Correios.

A execução individual da Ação Civil Pública do PCCS ocorre por meio de 45 execuções com 50 credores cada. A rescisória proposta pela ECT ainda aguarda julgamento de embargos no TST.

Caso o trabalhador seja um dos que teve seu precatório ou RPV expedido, basta aguardar ser convocado pelo Sindicato para receber seu crédito. Havendo alguma alteração na previsão dos pagamentos, novas informações serão divulgadas.  

Leia mais ...

Projeto de Lei defende benefício emergencial aos trabalhadores (as) dos Correios

      Tramita na Câmara dos Deputados projeto de lei que institui benefício emergencial especial aos empregados dos Correios que sofrerem corte ou redução no pagamento dos adicionais pagos pelo exercício da atividade (AADC, AAG e AAT), de funções de atividade especial (motorizada, quebra de caixa e outras de igual natureza), adicionais de periculosidade, noturno e também por trabalho em final de semana, entre outros que possam ser excluídos da remuneração por ser considerado pela ECT como salário-condição durante a vigência do Estado de Calamidade Pública Nacional causado pela pandemia do Covid-19.

    O objetivo da PL 2453/2020, de autoria do Deputado Federal Rubens Otoni (PT/GO), é assegurar a renda dos trabalhadores dos Correios e os rendimentos dos brasileiros, utilizando mecanismos excepcionais garantidos pela União, contribuindo com o permanente funcionamento da economia.

    O Sintect-GO apoia esse projeto, pois o mesmo defende que a concessão do benefício emergencial aos empregados dos Correios não é importante somente a estes, mas também a todo o comércio dependente da renda das famílias e a todas as etapas do setor produtivo dependentes do consumidor final.

    Cabe a cada um de nós solicitar junto aos parlamentares para que o projeto entre em pauta e seja aprovado, fazendo justiça à nossa categoria!

Leia mais ...

ECT pressiona funcionários para o retorno das atividades e tenta driblar liminar deferida pelo Poder Judiciário

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Goiás - SINTECT-GO trabalha incansavelmente para que a saúde de todos os trabalhadores (as) dos Correios seja resguardada em todos os momentos, e em especial nesse período de pandemia do COVID-19. A ECT vem buscando diversas maneiras de driblar a ordem judicial contida na liminar de Goiás e da Federação e pressionar o retorno às atividades de quem coabita com pessoas inseridas no grupo de risco e que estão realizando trabalho remoto neste momento de pico da pandemia do Coronavírus.

Mais uma vez, a empresa realiza uma convocação para o preenchimento de uma autodeclaração para a permanência do trabalho remoto todos os que coabitam com pessoas inseridas no grupo de risco para o COVID-19, bem como, possuam filhos em idade escolar ou inferior e que necessitem da assistência de um dos pais. De acordo com liminar deferida pela 4ª Vara do Trabalho de Brasília, estes coabitantes já possuem autorização do Poder Judiciário e devem permanecer em trabalho remoto enquanto estiver em curso o estado de calamidade pública decorrente da pandemia.

É também esse o teor da decisão liminar proferida pela 15ª vara do trabalho de Goiânia (ACP- 0010403-59.2020.5.18.0015 Sintect/Go x ECT). Com isso, não é necessária nenhuma outra vinculação, como preenchimento de novas declarações pelo empregado ou anuência do gestor ou chefia imediata.

Havendo convocação/convite para retorno ao trabalho ou notificação para apresentação de nova autodeclaração, deve ser noticiado por escrito ao gestor imediato que as circunstâncias pessoais que motivaram a primeira autodeclaração continuam inalteradas e que o isolamento social se encontra amparado tanto pelas autoridades públicas (governantes e sanitaristas) como pela liminar de Goiás e ainda por decisão proferida no Processo nº ACC 0000310- 92.2020.5.10.0004-Fentect x ECT. Essa informação, conforme mencionado, deve ocorrer por escrito e, de modo físico, em duas vias, de forma que o empregado tenha o respectivo recibo por parte da empresa em sua cópia. Recomendamos que seja feita de modo digital, no processo SEI (seguem orientações abaixo) ou por email ao gestor que convocar o empregado a apresentar nova autodeclaração.

# A vida acima de tudo!

# Em defesa da vida!

# Não à privatização!

 

Passo a passo para entrar no Sistema SEI:

 

  1. Entrar no Google e procurar pelo “SEI CORREIOS”;

 

  1.  Entrar no SEI Correios com usuário (matrícula) e senha (usado normalmente no sistema);

 

  1. Fechar a aba pequena que é aberta automaticamente;

 

  1. No canto superior esquerdo, na segunda linha click em cima de “controle de processos”, que irá abrir todos os processos da sua unidade; 

 

  1. Procure na lista de processos que aparecer na sua tela pelo número SEI gerado quando você fez a sua autodeclaração e click sobre ele; 

 

  1. Você será redirecionado para dentro do seu processo. Irá aparecer centralizado no alto de sua tela várias ícones(figurinhas), sendo a primeira uma página branca com uma estrela amarela e a última uma lupa;

 

  1. Click sobre este símbolo  e você será redirecionado para  “gerar um documento”, nela ‘escolha o tipo de documento’ click em “externo”; 

 

  1. Você será redirecionado para a pagina onde irá inserir o documento;

 

  1. Em “Tipo do documento” você vai digitar “requerimento”;

 

  1.  Após, selecione na caixa superior direita a data do documento;

 

  1.  Em seguida, no item “formato” selecione “nato-digital”;

 

  1. No item “remetente ” digite o pelo seu nome; 

 

  1. No item “interessados”, onde já estará o seu nome, você  deverá inserir sua unidade e o nome do seu gestor; 

 

  1. No item “classificação de assuntos” coloque o código  “083.11- motivo de saúde” ;

 

  1. No item “nível do acesso” clique em “Público” ;

 

  1. Após esses passos você irá escolher o arquivo que quer enviar e selecioná-lo; 

 

  1. Feito isto, após a inclusão do documento ele irá aparecer na íntegra em sua janela e no canto superior esquerdo irá aparecer um número identificado como requerimento demonstrando que o sistema recebeu sua petição;

  1. Nesta mesma página procure por este símbolo  na parte superior da tela e click nele; 

 

  1. Você será redirecionado para a página “Enviar processo” onde no item “unidades” procure pela sua unidade de trabalho. Caso, não a encontre encaminhe para o REATE ou GERAE;

 

  1. Após esse procedimento marque o “Manter processo aberto na unidade atual” e o “ Enviar e-mail de notificação”;



  1. Feito isso click em enviar e seu requerimento será enviado e registrado no processo SEI.

 

Requerimento de tutela de urgência 

Liminar SINTECT- GO

Liminar FENTECT 

Click aqui e assista ao vídeo 1: Passo a passo para protocolar no sistema SEI 

Leia mais ...

A inércia do Serviço de Medicina do Trabalho dos Correios em Goiás

            Diversos trabalhadores dos Correios vem encontrando dificuldades quanto à necessidade na realização do atendimento com o Serviço de Medicina do Trabalho da ECT. Enquanto os carteiros, atendentes e OTT´s e até os terceirizados estão expostos em suas atividades sem a possibilidade do isolamento social, correndo o risco de serem vetores da doença e ainda serem contaminados com o Coronavírus e contaminarem seus familiares, alguns médicos do SESMT cumprem quarentena realizando o teletrabalho, apenas por meio de documentos no sistema e outros estão no ambulatório, mas sem realizarem atendimento. 

           Neste momento estes médicos poderiam realizar o acompanhamento dos carteiros, OTT´s e atendentes que estão em atividades, visitando os empregados em suas unidades, onde podem, por exemplo, realizar a medição da temperatura e em caso suspeito, liberar para o teletrabalho por atestado médico e ainda realizar na unidade mesmo o teste para o COVID -19 ajudando a prevenir mortes e a disseminação do vírus como estão fazendo seus colegas médicos nos hospitais em todo o país. É inacreditável que não estejam no fronte de batalha, onde hoje estão os carteiros, OTT´s e atendentes nesta guerra!

           É um fato dificultador também porque muitos trabalhadores necessitam da realização de atendimento com o SESMT dos Correios para o retorno ao INSS e são orientados a procurar médico assistente por conta própria, arcando com os custos deste e, neste momento, dificilmente encontrarão médicos disponíveis, pois até atendimentos particulares estão suspensos devido ao decreto do governador do Estado de Goiás e muitos também estão contribuindo com o acompanhamento de pacientes contaminados com o COVID-19 nos hospitais. 

          Portanto, a inércia da ECT é uma irresponsabilidade sendo que é obrigação da empresa avaliar esses trabalhadores, fornecendo-lhes ASO e facilitando o retorno às atividades destes que estão aptos ou ao reencaminhamento ao INSS, para os que se apresentarem inaptos. Nem mesmo o atendimento virtual foi disponibilizado, sendo que por meio dele o trabalhador poderia ter seu ASO emitido e não ficar na situação de limbo que a empresa o está colocando, sem salário e sem benefício, o que é um desrespeito e desumanidade da empregadora com seus trabalhadores. 

ORIENTAÇÕES 

          Diante disso, caso o empregado não consiga o ASO com os médicos do trabalho da ECT e também não consiga laudo do médico assistente definindo se está apto ou inapto ao retorno, a orientação é recorrer ao gestor para fazer um requerimento via SEI para retorno ao trabalho e este é que deverá solicitar ao SESMT dos Correios a avaliação.

ATENÇÃO:

         Estando apto ao trabalho e não conseguindo o ASO ou o atestado do médico assistente, volte ao seu posto de trabalho e entregue ao seu gestor o termo de compromisso abaixo, onde você assume a obrigação de fazer o ASO após a pandemia, quando convocado pelos Correios.

         Após retorno, estando ativo novamente na empresa, avalie com o seu gestor se você está no grupo de risco do COVID - 19 (idoso, gestante, lactante, crônico ou se tem filho em idade escolar) e requeira o teletrabalho. 

 

 

Termo de Compromisso para exame de retorno ao trabalho

 

Leia mais ...

SINTECT – GO convoca trabalhadores (as) a resistirem à pressão da ECT

      O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Goiás - SINTECT-GO mais uma vez vem orientar a todos os trabalhadores (as) que resistam à convocação da ECT para o retorno das atividades. Os Correios insistem em convocar os Ecetistas para o retorno ao trabalho, expondo-os ao risco em meio ao pico da epidemia do COVID-19.

    Os empregados dos Correios que coabitam com familiares do grupo de risco ou que tem criança em idade escolar receberam da empresa um Termo de Chamamento convocando o retorno às atividades presenciais, mas após resistência e pressão por parte dos Sindicatos, dos trabalhadores e da Fentect, a empresa passou a afirmar que não estava convocando(aceite obrigatório), apenas convidando(aceite voluntário) ao retorno às atividades quem se encontra em trabalho remoto e que preencheram autodeclaração. Agora a empresa vem convocando não apenas os empregados que coabitam com familiares em grupo de risco, mas também o empregado que já tinha sido liberado por meio de autodeclaração das circunstâncias de estar ele próprio inserido no grupo de risco.

     É importante que todos continuem resistindo à pressão de retorno ao trabalho e que o empregado realize protocolo de requerimento administrativo (segue no final) na plataforma SEI (segue passo a passo).

 

  1. Mandem para o e-mail da unidade se você recebeu apenas telegrama.;

 

  1. Entrar no SEI dos Correios (Pesquisa no Google por SEI Correios e entra no sistema da empresa com a matrícula/senha usada para acessar normalmente o sistema);

 

  1. Entre no processo SEI da sua autodeclaração (procure pelo número dele na página “controle de processos”);

     

  1.  Juntar esse documento que estamos fornecendo agora (segue abaixo),devidamente preenchido com seus dados e com cópia dos documentos que provem ser o parente do grupo de risco ou criança em idade escolar;

 

  1. Enderece no SEI o requerimento e os documentos ao gestor da unidade; 

 

  1.  Além de juntar esses documentos no SEI, encaminhá-los também em resposta ao e-mail enviado pelo gestor (para aqueles que receberam e-mail) ou WhatsApp, se recebido nesta plataforma. 

 

Passo a passo para entrar no Sistema SEI:

 

  1. Entrar no Google e procurar pelo “SEI CORREIOS”;

 

  1.  Entrar no SEI Correios com usuário (matrícula) e senha (usado normalmente no sistema);

 

  1. Fechar a aba pequena que é aberta automaticamente;

 

  1. No canto superior esquerdo, na segunda linha click em cima de “controle de processos”, que irá abrir todos os processos da sua unidade; 

 

  1. Procure na lista de processos que aparecer na sua tela pelo número SEI gerado quando você fez a sua autodeclaração e click sobre ele; 

 

  1. Você será redirecionado para dentro do seu processo. Irá aparecer centralizado no alto de sua tela várias ícones(figurinhas), sendo a primeira uma página branca com uma estrela amarela e a última uma lupa;

 

  1. Click sobre este símbolo  e você será redirecionado para  “gerar um documento”, nela ‘escolha o tipo de documento’ click em “externo”; 

 

  1. Você será redirecionado para a pagina onde irá inserir o documento;

 

  1. Em “Tipo do documento” você vai digitar “requerimento”;

 

  1.  Após, selecione na caixa superior direita a data do documento;

 

  1.  Em seguida, no item “formato” selecione “nato-digital”;

 

  1. No item “remetente ” digite o pelo seu nome; 

 

  1. No item “interessados”, onde já estará o seu nome, você  deverá inserir sua unidade e o nome do seu gestor; 

 

  1. No item “classificação de assuntos” coloque o código  “083.11- motivo de saúde” ;

 

  1. No item “nível do acesso” clique em “Público” ;

 

  1. Após esses passos você irá escolher o arquivo que quer enviar e selecioná-lo; 

 

  1. Feito isto, após a inclusão do documento ele irá aparecer na íntegra em sua janela e no canto superior esquerdo irá aparecer um número identificado como requerimento demonstrando que o sistema recebeu sua petição;



  1. Nesta mesma página procure por este símbolo  na parte superior da tela e click nele; 

 

  1. Você será redirecionado para a página “Enviar processo” onde no item “unidades” procure pela sua unidade de trabalho. Caso, não a encontre encaminhe para o REATE ou GERAE;

 

  1. Após esse procedimento marque o “Manter processo aberto na unidade atual” e o “ Enviar e-mail de notificação”;



  1. Feito isso click em enviar e seu requerimento será enviado e registrado no processo SEI.

     

    Click e tenha acesso ao documento para ser preenchido e anexado no SEI e enviado ao gestor 

    Click aqui e assista ao vídeo 1: Passo a passo para protocolar no sistema SEI 

    Click aqui e assista ao vídeo 2: Passo a passo para juntar os documentos em pdf para protocolar

Leia mais ...

Suspensão da Assembleia Geral Extraordinária

Companheiras e companheiros!

 

Devido ao avanço da pandemia do novo COVID-19 a nível mundial e do aumento de casos confirmados e suspeitos no Brasil e em Goiás, seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde, o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Goiás informa que está suspensa a Assembleia Geral Extraordinária organizada para o dia 17 a partir das 18h30. 

Por se tratar de uma questão de saúde pública e para resguardar os trabalhadores de ficarem expostos à contaminação pelo COVID-19 o SINTECT-GO optou por suspender a Assembleia de deflagração de greve e participação nos atos e manifestações de rua com aglomeração de pessoas neste momento. 

Salientamos que os trabalhadores sigam as instruções das instituições médicas para a prevenção de contaminação com o vírus e que o SINTECT-GO e a Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (FENTECT) já se posicionaram no sentido de notificar a ECT com relação aos possíveis riscos que seus trabalhadores(as) estão expostos, também oportunamente cobrando providências no sentido da prevenção conforme tem orientado as instituições de saúde. 

Repudiamos a atitude de descaso e indiferença com que a presidência da empresa tem tratado essa questão de saúde. Vale ressaltar também que as várias instituições que compõem os movimentos sociais e centrais sindicais já divulgaram nota orientando pela suspensão das manifestações de rua onde haveria grande concentração de pessoas. 

O SINTECT-GO esclarece que o recuo se faz necessário neste momento difícil visando o não agravamento da situação e o colapso no sistema de saúde, mas que é importante a mobilização de todos e todas nas redes sociais, denunciando os ataques aos serviços públicos, à democracia e às estatais. 

Que os trabalhadores dos Correios permaneçam vigilantes e mobilizados, pois no momento oportuno estarão sendo chamados novamente para fazer o enfrentamento pela defesa dos nossos direitos, dos nossos empregos, contra a precarização e o desmonte da empresa. 

 

SINTECT-GO na luta sempre!

 

Diretoria Colegiada

Gestão Unidade, Resistência e Luta 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS