Tenha um bom dia! Hoje é Segunda, dia 20 de Agosto de 2018. Agora são 11:16:12 hs

Endereçamento: Procuradoria da República realiza audiência pública

Para aprofundar o debate acerca do problema de endereçamento em Goiás, será realizada uma audiência pública no dia 30 de novembro, às 15h, no auditório da Procuradoria da República em Goiás, localizado na Avenida Olinda, Edifício Rosângela Pofahl Batista, no Park Lozandes.

Além da presença do SINTECT-GO, também solicitado o comparecimento dos prefeitos dos 27 maiores municípios do Estado, representantes dos Correios, CELG, SANEAGO, CONCIDADES, da GEOPIX e da Coordenadora do Centro Operacional do Meio Ambiente e Urbanismo do Ministério Público do Estado de Goiás.

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

 

Leia mais ...

Audiência discute Plano Diretor e o projeto de Codificação Postal de Goianésia

Para dar prosseguimento aos trabalhos de elaboração do Plano Diretor de Distribuição Postal e do Projeto de Codificação Postal dos Municípios será realizado em Goianésia-GO, no próximo dia 23 de setembro, uma Audiência Pública. O Plano Diretor e o projeto de Codificação Postal são ações para resolver o endereçamento dos municípios goiano, problema que o Sindicato vem lutando para resolver. A Audiência será realizada no Auditório da Câmera Municipal de Vereadores às 14h.

Confira Ofício encaminhado pela Casa Civil de Goianésia

 

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

Leia mais ...

Iniciativa de carteira é destaque na TV Anhaguera

Em Santo Antônio da Barra - GO, uma carteira resolveu catalogar os nomes das ruas da cidade. A ideia nasceu diante das dificuldades enfrentadas para entregar as correspondências. A iniciativa foi tema do Bom dia Goiás da TV Anhaguera. Confiram:

Carteira tem iniciativa de recadastrar endereços em Santo Antônio da Barra - GO

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

 

Leia mais ...

Sistema de geoprocessamento começa a ser utilizado para regularizar endereços de municípios goianos

Após quase quatro anos de luta, a regularização do endereçamento no Estado de Goiás se aproxima. Em maio, foi fechada uma parceria entre a Geopix e a Associação Goiana de Municípios (AGM) para a realização do endereçamento municipal por meio de um sistema de geoprocessamento. A discussão sobre a regularização dos endereços vinha sendo debatida desde o ano passado entre o SINTECT-GO, Correios e AGM.

No dia 15 de maio, durante reunião entre o Sindicato, Correios e AGM, o representante da Geopix, Luiz Fernando Lozi, apresentou o sistema de geoprocessamento. O sistema já foi utilizado em Goianésia, um dos 27 municípios com mais de 30 mil habitantes definidos como prioritários.

O geoprocessamento inicia-se com a cartografia organizada do município, que pode ser feita por meio de voo ou de imagens de satélite. Após essa etapa, é possível definir o marco zero do município, localizado no centro geográfico da cidade, bem como dividir a cidade em setores, quadras e lotes. Os números dos imóveis são definidos posteriormente.

A questão do endereçamento é mais uma demanda abraçada pelo SINTECT-GO, onde o Secretário de Assuntos Coletivos do SINTECT/GO, Marcelo Barreto, o Secretário do Interior , Alessandro Alves, e o Secretário de Assuntos Juridicos Individuais, Edimar Santos,  se empenharam em solucionar.

Leia Também:

Endereçamento é assunto de destaque nos jornais O Popular, O Hoje, G1 Goiás, DM Online e Mais Goiás

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

Leia mais ...

Endereçamento é assunto de destaque nos jornais O Popular, O Hoje, G1 Goiás, DM Online e Mais Goiás

Nesta semana, a questão do endereçamento foi destaque nos jornais O Popular, O Hoje e G1 Goiás. O tema ganhou abrangência após a Resolução nº 001/2015 da Associação Goiana de Municípios (AGM), que institui o Programa de Melhoria da Arrecadação Municipal – PMAR, ser publicada no Diário Municipal de Goiás. O programa, que entre outras coisas auxiliara os municípios filiados na ampliação da arrecadação própria e no combate à evasão fiscal, também possibilitará que os municípios tenham acesso às georreferenciadas de seus territórios.

Confira abaixo os links das matérias publicadas no G1 Goiás, DM Online e Mais Goiás:

AGM institui Programa de Melhoria da Arrecadação Municipal
Endereços serão reorganizados em 30 cidades de Goiás, diz associação
Cidades goianas terão endereços corrigidos

Vídeo Bom Dia Goiás
Endereços serão reorganizados em 30 cidades de Goiás, diz associação

Confira as matérias feitas pelo O Popular e O Hoje

 

 Leia Também:

Sistema de geoprocessamento começa a ser utilizado para regularizar endereços de municípios goianos

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

Leia mais ...

Audiência discute a demora de entrega de correspondências em Anápolis

                                                                          

Representantes do SINTECT-GO participaram nesta quinta-feira, 25 de junho, de uma Audiência Pública em Anápolis, proposta pela Câmara Municipal da cidade diante das várias reclamações sobre a demora de entrega de correspondências e encomendas por parte dos Correios.

A audiência foi proposta pelos vereadores, que questionavam o porquê da demora de entrega de correspondências. “Entendemos o crescimento da cidade e a qualidade dos serviços prestados pelos Correios, mas a população reclama muito que não recebem as faturas a tempo e nem outras encomendas”, afirmou o vereador Jean Carlos.

O diretor adjunto dos Correios, Valdeir Pimenta, alegou que o endereçamento é o principal problema de Anápolis. Segundo ele, os atrasos decorrem porque os carteiros não conseguem localizar o cliente por causa de ruas com nomes duplicados ou endereços incompletos.

Entretanto, o secretário de Finanças do Sindicato, em sua fala, ressaltou que o problema da cidade não é apenas o de endereçamento, mas também de falta de efetivo. Anápolis, assim como Catalão é uma cidade grande e que não tem trabalhadores suficientes para suprir a demanda, afirmou Elizeu.  

 

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

Leia mais ...

AGM fecha parceria para auxiliar no endereçamento municipal

A Associação Goiana de Municípios (AGM) fechou parceria com a empresa Geopix para auxiliar na realização do endereçamento municipal por meio de um sistema de geoprocessamento. A redistribuição dos endereços está em debate desde o ano passado, quando os Correios apontaram as dificuldades trazidas pelo desordenamento existente nos municípios e lançaram uma cartilha orientativa. A AGM participou, inclusive, de reuniões no Ministério Público Federal (MPF) para discutir soluções para este problema.

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (15), o representante da Geopix, Luiz Fernando Lozi, apresentou a ferramenta aos assessores dos Correios, José Eudon Lira e Ana Karla Moura. O secretário-executivo da entidade, Natã Gomes, também acompanhou a apresentação.

O sistema já foi utilizado em Goianésia, um dos 27 municípios com mais de 30 mil habitantes, definidos pelos Correios como prioritários na ação. No município, o trabalho foi concluído em 90 dias. Antes da definição dos números dos imóveis, a equipe responsável pela ação fez a cartografia organizada do município, o que pode ser feito por meio de um voo ou de uma imagem de satélite. Depois disso, é possível dividir a cidade em setores, quadras e lotes.

Luiz Fernando explica que o trabalho foi feito com a definição do marco zero de Goianésia, localizado no centro geográfico da cidade, no cruzamento das avenidas Goiás e Brasil.

“Resolvemos adequar o geoprocessamento de Goianésia ao Plano Diretor de Endereçamento Postal do município. A partir do cruzamento dessas avenidas, nós distribuímos geograficamente a cidade. Todas as vias que cortam a cidade na vertical que estão acima do marco zero fazem parte do Norte e todas aquelas abaixo são integrantes do Sul. Da mesma forma, dividimos em Leste e Oeste as vias horizontais que estão à direita e à esquerda, respectivamente, do marco zero”, destacou Luiz Fernando.

Com essa definição, todos os nomes de logradouros do município foram alterados. “Por exemplo, temos agora a Avenida Brasil Leste e a Avenida Brasil Oeste. Com isso, o crescimento da cidade passa a ser completamente ordenado. Os números das casas agora seguem um critério métrico: partimos do marco zero e levamos em consideração também o tamanho da frente do lote. Um lado da rua segue numeração par e o outro ímpar”, informou Lozi.

Os imóveis de esquina recebem duas numerações, já que estão, ao mesmo tempo, em dois logradouros. De acordo com Luiz Fernando, mesmo se o lote for desmembrado, haverá múltiplos divisores, sem nenhum prejuízo da numeração. O mesmo ocorre caso o lote seja reunificado. Ele destaca que essas modificações nos lotes devem sempre atender a legislação municipal. Dessa forma, sempre haverá uma lógica sequencial na numeração.

 

Obrigação legal

A AGM, por meio dessa parceria, pretende divulgar o sistema, que facilita o trabalho das Prefeituras para a realização do endereçamento municipal. Para os municípios filiados à Associação, a Geopix oferece o serviço com preço diferenciado e redução nos custos para implantação da numeração municipal.

A entidade entende que essa é uma ação prioritária no município não só por se tratar de obrigação legal para os municípios com mais de 20 mil habitantes, em regiões metropolitanas ou aglomerações urbanas, em áreas de interesse turístico ou em regiões sob a influência de empreendimentos com grande impacto ambiental, mas também por facilitar o trabalho de carteiros, entregadores, taxistas e até mesmo de trabalhadores da emergência, como bombeiros e Samu.

O assessor dos Correios, José Lira, elogiou o trabalho apresentado pela Geopix e pela AGM e destacou que a iniciativa é uma evolução, mais completa e vai além do que foi inicialmente vislumbrado pelos Correios. “Independentemente de qual lado a cidade crescer, a numeração vai ser contemplada sem nenhuma dificuldade. Em nosso modelo, a numeração só seria contemplada se a cidade crescesse para um único lado”, afirmou.

José ressaltou ainda que, com o menor preço do sistema para os municípios filiados à AGM, ele acredita que mais prefeituras poderão implantar o endereçamento municipal e trazer melhorias para a comunidade.

Reprodução: Assessoria de Comunicação da AGM

Leia mais ...

Novo encontro promovido pelo MPF/GO revela avanço na regularização dos endereçamentos em Goiás

A reunião teve por objetivo informar as medidas até então adotadas e as vindouras

Em continuidade às tratativas acerca da regularização dos endereçamentos no estado de Goiás, o MPF/GO reuniu-se na última quarta-feira, 19 de novembro, com representantes da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), da Associação Goiana de Municípios (AGM), do Sindicato dos Trabalhadores da ECT (Sintect-GO), da Saneamento de Goiás S/A. (Saneago) e da Celg Distribuição S/A.(Celg-D).

Na reunião, promovida pela procuradora da República Mariane Guimarães de Mello Oliveira, responsável pelo caso, foram apresentadas as medidas até então adotadas pelos envolvidos, como parte do acordado no encontro anterior, ocorrido em maio de 2014. Entre elas está a lavratura de Portaria pelos Correios e SINCTECT/GO visando a regularização dos endereçamentos de 27 municípios com mais de 30 mil habitantes, como projeto prioritário. Foram destacados os casos de sucesso das cidades de Quirinópolis e Itarumã. Os municípios de Goianésia e Trindade serão os próximos beneficiados com a parceria.

Outras propostas, como a adoção da Cartilha 'Plano Diretor de Distribuição Postal'; a criação de uma base cadastral única de endereços que possa ser compartilhada entre todos; a possibilidade de acesso ao banco de dados da CELG e SANEAGO pelos Correios e pela AGM, além da indicação de um representante municipal para fomentar nos municípios a adequação dos endereços, foram debatidas no encontro.

Entenda o caso
Milhares de brasileiros moram em casas com calçadas, água e luz; no entanto, possuem algum problema com o endereço. Muitas vezes, os moradores de um loteamento não recebem correspondência em casa porque as ruas não têm nome, número ou cadastro na prefeitura. Endereços com quadra e lote são inadequados para a utilização pelos Correios, sendo essencial que o imóvel tenha número e CEP. Para buscar soluções para o problema, o MPF abriu procedimento preparatório (PP 1.18.000.003059/2013-92) e vem promovendo reuniões entre os agentes envolvidos.

Reprodução: Assessoria de Comunicação Ministério Público Federal em Goiás

Leia Mais: Endereçamento Postal

Leia mais ...
Assinar este feed RSS