Tenha uma boa noite! Hoje é Sexta, dia 09 de Dezembro de 2022. Agora são 20:35:50 hs

CAOS NO CEE GOIÂNIA

Os dias tem sido difíceis para os trabalhadores (as) do CEE Goiânia, já a tempos que o SINTECT-GO vem denunciando a situação precária e de sobrecarga de trabalho que os trabalhadores (as) desta unidade vem sendo expostos, assim como, as posturas assediadoras e autoritárias que tem sido tratados.
São problemas recorrentes que não se resolvem: ameaças de tirar função, passar processos administrativos, transferências compulsórias, como já ocorreu e que a SE/GO finge que não vê, finge estar tudo bem. O problema é que não está tudo bem. O CEE Goiânia virou uma “panela de pressão” pronta para explodir a qualquer momento. Os trabalhadores (as) não suportam mais trabalhar debaixo de tanta pressão, humilhação e autoritarismo e estão adoecendo física e psicologicamente.
A ordem no CEE é para que os trabalhadores (as) lancem uma quantidade exorbitante de objetos, muito acima do que é dimensionado, aliás, fala-se na Unidade de que não existe mais quantidade dimensionada a ser lançada, tendo casos, inclusive, de carteiro lançar mais de 400 objetos, o que é humanamente impossível de ser entregue. Na teoria, segundo a gestão fala, não haverá punição em casos de restos, porém na prática há muita ameaça de passar processo administrativo e pressão psicológica. Fatos já denunciados e cobrado respostas e esclarecimentos via ofício por este Sindicato, porém sem resposta.
Desde que o novo SE assumiu com rompantes de “boa praça”, passeando pelas unidades, dando a entender que traria uma nova lógica para as relações de trabalho dentro da SE/GO baseadas na humanização dessas relações e no respeito ao próximo, não é o que ocorre, pois as velhas práticas de truculência e arrogância só aumentaram. A nova Superintendência Estadual não recebe o Sindicato para discutir questões mínimas de condições de trabalho e reproduz fielmente a ordem bolsonarista ameaçando, inclusive, de retirar funções de quem tiver contatos com o Sindicato.
O SINTECT-GO repudia a postura dessa gestão bolsonarista e conclama todos os trabalhadores (as) do CEE Goiânia e de todas as unidades em Goiás a transformarem toda essa indignação e desrespeito que tem sofrido em sua condição humana em luta para se organizarem e darem a resposta numa grande greve nacional, por tempo indeterminado, a partir das 22 horas de 31 de agosto. Contra tudo isso colocado e por melhores condições de trabalho e vida! Por mais respeito e um ambiente de trabalho saudável, greve neles! Vamos juntos virar esse jogo! Juntos somos mais fortes!

# 25 de agosto assembleia de indicativo de greve!
# Abaixo ao autoritarismo!
# Não ao assédio moral!
# Abaixo o nepotismo!
# Fora Floriano Peixoto e toda a gestão bolsonarista!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

DENÚNCIA CEE GOIÂNIA: AUTORITARISMO, PRESSÃO PSICOLÓGICA, PERSEGUIÇÃO E ASSÉDIO MORAL

        Esse é o retrato do que tem sofrido os trabalhadores do CEE Goiânia! Apesar da falta de funcionários e a sobrecarga de trabalho que os trabalhadores vem vivenciado nos últimos tempos, ainda tem que lidar com uma chefia imediata, que age de forma arbitrária, persegue trabalhador, faz ameaças, ridiculariza em público os companheiros dizendo que é “nó cego”. Falas do tipo: “deixa de ser mole que isso aí eu faço sozinho e com as mãos nas costas”. Isso torna o ambiente de trabalho um inferno, um clima organizacional terrível, que só adoece mais e mais o trabalhador. Já tem casos de Síndrome de Burnout nesta unidade.
       São várias as reclamações de trabalhadores e trabalhadoras em relação à forma de tratamento da chefia imediata, são vários os depoimentos de trabalhadores (as) assediados. Chegou ao ponto de a chefia dispensar da função motorizada com a alegação de que era porque o trabalhador estaria pegando muito atestado! Função não deve ser fator de ameaça para o gestor gerir uma unidade!
       Lamentamos e repudiamos que este tipo de postura persista ainda no âmbito da ECT e, infelizmente, na SE/GO esse tipo de gestor são os mais bem quistos pelos “mandachuvas”, pois conseguem reproduzir uma lógica da relação de trabalho baseada na humilhação e subjugação do trabalhador até o limiar de suas forças na busca de manter suas funções e forjar índices a qualquer custo para mantê-las.
       Trabalhadores (as) não se calem e não aceitem esse tipo de postura! Denunciem ao Sindicato para que este tome as providências cabíveis e fiquem atentos fortalecendo uns aos outros nas unidades de trabalho, pois hoje foi com seu colega, amanhã pode ser com você! Esse período vai passar! Está passando!

TODOS OS TRABALHADORES (AS) QUE PASSAREM POR SITUAÇÕES SEMELHANTES DEVEM PROCURAR IMEDIATAMENTE O SINTECT-GO PARA QUE SEJAM TOMADAS AS PROVIDÊNCIAS CABÍVEIS CONTRA ESSA FORMA DE GERIR ATRAVÉS DO ASSÉDIO MORAL, DA TRUCULÊNCIA, DA AMEAÇA E DO MEDO.

# Abaixo ao autoritarismo!
# Chega de assédio moral!
# Por um ambiente de trabalho saudável, lutemos!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

ALERTA DE GOLPE: SUPOSTO ADVOGADO ENTRA EM CONTATO COM TRABALHADORES (AS) PARA O RECEBIMENTO DE PRECATÓRIOS

O SINTECT-GO vem recebendo denúncias de trabalhadores (as) sobre um suposto advogado que vem tentando aplicar golpes. O mesmo entra em contato por meio de ligação ou Whatsapp, se apresentando com a inscrição na OAB da advogada do Sindicato, dra. Gizeli Costa Nunes, e oferecendo a possibilidade dos trabalhadores (as) receberem seus precatórios (já ofereceram até R$87.000,00, em troca de realizarem um pix de cerca de R$1.000 reais).
O Sindicato, por inúmeras vezes, já alertou o trabalhador sobre os perigos dos golpes e prejuízos pelas investidas de advogados e de terceiros. Quanto a advogados, seja por não terem compromisso real com a classe trabalhadora, seja por incentivar o trabalhador a buscar caminhos incertos quanto às proposições judiciais, alegando que através deles teriam a facilidade do sucesso nas demandas e mais agilidade na conclusão dos mesmos. No entanto, o que vemos aqui é ainda pior, estelionatários que sequer são advogados se passando por advogados do SINTECT/GO, usando o nome e o número da OAB da nossa advogada e o nome e endereço do Sindicato para fazer parecer um comunicado verdadeiro e assim extrair dinheiro dos trabalhadores.
Não caia nesse golpe! O SINTECT-GO e nem sua assessoria jurídica entra em contato com trabalhadores solicitando depósito ou transferência de dinheiro para receber valores de alguma ação. Só acredite em documentos veiculados nos meios de comunicação oficiais do SINTECT-GO, como email e redes sociais. Caso alguém entre em contato nesse sentido, procure o SINTECT-GO imediatamente e denuncie!

#SINTECT-GO na luta!
#Juntos somos mais fortes!

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

SINTECT-GO denuncia: Falta de condições de trabalho na AC Aparecida de Goiânia

Em meio a tantos retrocessos e ataques que a categoria vem sofrendo nos últimos tempos, os trabalhadores da SE/GO ainda estão sendo expostos à falta de condições de trabalho elementares para o desenvolvimento das atividades.
Uma verdadeira inoperância por parte dos gestores que não sabem sequer gerenciar problemas básicos de um local de trabalho como, por exemplo, a troca do filtro de água de um bebedouro ou o bebedouro em si que esteja com defeito.
Chegou a este Sindicato a denúncia de que, na AC Aparecida de Goiânia, o bebedouro está com defeito, há cerca de 20 dias. Ordens de serviços já foram abertas e a única resposta que se obteve por parte da Superintendência Estadual é que providenciariam a lavagem da caixa d’água. Os trabalhadores precisam comprar do próprio bolso água para beber! Que vergonha SE/GO!
O SINTECT-GO denuncia e buscará as providências necessárias junto a Vigilância Sanitária e Ministério Público do Trabalho, sem descartar a possibilidade de paralisação setorial por falta de condições de trabalho uma vez que, administrativamente, não se teve êxito.

 

# Chega de inoperância!
# Basta de negligência!
# SINTECT-GO na luta sempre!


Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

 

Leia mais ...

Retrato da precariedade na distribuição de Nazário

Por um período de 15 dias, a população de Nazário, 73 km de Goiânia, teve que buscar suas correspondências na Agência de Correios, pois a mesma estava sem carteiro. A denúncia de uma cliente chegou ao SINTECT-GO no dia 10 de abril. Atualmente, a Agência de Nazário conta com um carteiro improvisado.

 

Leia mais ...

Vice-presidente dos Correios exalta a gastança em viagem

  • Publicado em ECT

Num momento em que o governo ameaça o país com aumento de impostos para cobrir um rombo de R$ 58,2 bilhões nas contas federais e que os Correios suspendem férias de funcionários por acumular prejuízos superiores a R$ 4 bilhões em dois anos, seria de bom tom que funcionários do setor público dessem bons exemplos.

Mas, entre vice-presidentes dos Correios e técnicos da empresa, parece que a falta de dinheiro não é problema. Desde 17 de março, um grupo de executivos está viajando pela Europa, num tour bancado integralmente pela estatal. A viagem vai durar até o dia 26 e contemplará quatro países.

O mais entusiasmado da viagem é Eugenio Walter Pinchemel Montenegro Cerqueira, vice-presidente Corporativo dos Correios. Ele adicionou, no Facebook, nove fotos e um vídeo. Na mensagem, ressalta as belezas de Berlim, na Alemanha. Para comprovar o entusiasmo dele, veja a reprodução abaixo.

Não custa reproduzir o texto de Eugênio: “Berlim linda cidade, domingo não funciona shopping, restaurantes e atividades culturais e históricas. Hanôver o interior do hotel aconchegante boa acomodação e restaurante nota 10”.

Pela autorização de viagem publicada no Diário Oficial da União, apenas uma cidade na Alemanha está prevista no roteiro: Leipzig. Não há previsão de os executivos dos Correios irem para Berlim ou Hanôver. Certamente, como dinheiro ali não é problema, mesmo os Correios estando como rombo superior a R$ 4 bilhões, não havia porque deixar de dar uma esticadinha. Basta apresentar as notas, que a empresa pagará. Mesmo que isso signifique impor mais restrições à grande maioria dos empregados da estatal.

Alertado por amigos, Eugênio retirou todas as fotos de sua viagem do Facebook. Afinal, não haveria porque esfregar a gastança na cara de todos os funcionários dos Correios, que só poderão tirar férias um mês antes de completarem dois anos de trabalho ininterruptos. 

Não se estranha tudo o que está ocorrendo nos Correios, a empresa, assim como todas as estatais, vem sendo loteada por indicações políticas em troca de apoio no Congresso. Os prejuízos acumulados decorrem da má-gestão, de negócios fechados sem embasamento técnico e do despreparo dos gestores. Mas por que se importar com isso se o controlador dos Correios é o Tesouro Nacional, que, no frigir dos ovos, acabará cobrindo os buracos nas estatais?

Reprodução: Correios Braziliense

Leia mais ...
Assinar este feed RSS